Como saber se o conversor de torque da sua transmissão está com defeito?

Escrito por francis walsh | Traduzido por mariana de mello andré scarani
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como saber se o conversor de torque da sua transmissão está com defeito?
O conversor de torque transmite a potência do motor para as rodas (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A potência gerada pelo motor de um carro ou caminhão é transferida pelas rodas através de uma embreagem ou de um conversor de torque. A transmissão automática usa o conversor de torque, enquanto a manual usa a embreagem. Quando o conversor de torque de uma transmissão automática apresenta defeitos, pode reduzir sua capacidade de conduzir com segurança. Você pode achar que toda a transmissão precisa ser consertada, mas o problema pode se limitar a essa peça.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Sente no banco do motorista. Ligue o motor, usando a chave, e deixe-o esquentar por pelo menos dois minutos. Pise no acelerador para girar o motor duas vezes. Deixe-o voltar à marcha lenta, e então pise no freio e simultaneamente engate a marcha para frente (drive).

    Ouça e sinta o engate da transmissão. Caso o conversor de torque esteja com defeito, você ouvirá um estalo durante o engate, devido à quebra de sua engrenagem. A transmissão também pode demorar a engatar a marcha, devido a problemas de fluxo de fluido causados pelo conversor de torque.

  2. 2

    Passe por todas as marchas, incluindo a ré, sem mover o veículo. Se houver algum motivo para nem mesmo fazer o teste de condução, conserte o problema antes de dirigir.

  3. 3

    Coloque a transmissão na posição de estacionamento (park) após testar todos os engates para frente e para trás. Conduza o veículo para ouvir e sentir os outros sinais que lhe permitem dizer que o conversor de torque está com defeito.

    Com o carro parado, coloque a transmissão na marcha para frente (drive) e tente acelerar rapidamente. Vá longe e rápido o suficiente para que a transmissão passe por todas as marchas, exceto a sobremarcha. Durante a aceleração, tente sentir e ouvir respostas lentas, giros altos do motor sem aumento de potência, e o som de cliques, que indicam quebra da engrenagem do conversor de torque. Um conversor defeituoso não fornece a potência correta em velocidades baixas e emite cliques durante as trocas.

Dicas & Advertências

  • Drene o fluido da transmissão e do conversor antes do teste. Muitos conversores possuem um bujão para dreno, mas alguns modelos não. O fluido pode se degradar com o calor e o tempo, reduzindo sua capacidade de funcionamento. Remova apenas metade do fluido das transmissões automáticas mais antigas, que acabam dependendo dos resíduos depositados no fluido para funcionar corretamente. Uma engrenagem quebrada no conversor de torque pode ser consertada antes de danificar as engrenagens da transmissão, caso o problema seja identificado rapidamente.
  • As peças de transmissão quebradas e as engrenagens internas do conversor de torque podem ficar danificadas ao ponto do veículo não poder ser conduzido seguramente. Saiba que, caso o conversor de torque quebre completamente durante o teste, você pode não conseguir conduzir o veículo de volta.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível