Costumes muçulmanos no nascimento de uma criança

Escrito por mary beth swayne | Traduzido por guilherme rocha
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Costumes muçulmanos no nascimento de uma criança
No nascimento de uma criança muçulmana, o foco é em Alá e na caridade (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

Em todo o mundo, mais de 1 bilhão de pessoas praticam o Islamismo. Assim como a maioria das culturas religiosas, o Islamismo tem rituais específicos que são respeitados durante e após o nascimento de uma criança. Quando uma criança nasce, é extremamente importante para os muçulmanos apresentarem seu Deus Alá, à criança. Caridade e sacrifício também são importantes durante a primeira semana de vida do bebê.

Outras pessoas estão lendo

Primeiras palavras

As primeiras palavras que o bebê muçulmano escuta é o nome de Alá, seguido da declaração de fé, que são sussurradas junto ao ouvido direito da criança. Devido ao fato da fé islâmica girar em torno destas duas coisas, os pais geralmente fazem este ritual privadamente. Ele faz com que o bebê tenha consciência de Alá nos primeiros momentos de sua vida.

Personalidade e saúde

Antes do bebê comer qualquer coisa, um integrante respeitado da família, geralmente não o pai ou mãe, passa um pedaço de tâmara macia no palato superior do bebê. Este ritual é feito na esperança de transferir atributos positivos do integrante da família para o filho. Na falta de tâmaras, pode-se usar mel.

Para proteger a criança de uma saúde frágil, uma bolsinha contendo uma oração é amarrada em um fio de tecido negro, que é amarrado em torno do pulso ou do pescoço do recém-nascido.

Caridade e sacrifício

Seja menino ou menina, a família muçulmana geralmente sacrifica um carneiro, que precisa ser um animal saudável, de acordo com o Centro de História e Novas Mídias. Geralmente feito no sétimo dia de vida da criança, este ritual é um sinal de gratidão a Alá pela criança. A carne é distribuída entre a família e os pobres.

No sétimo dia, a cabeça da criança é raspada e o cabelo é pesado. O equivalente do peso em prata é doado para caridade. Neste dia, a criança também recebe seu nome.

Natimortos

Os muçulmanos acreditam que um feto é uma criança, com corpo e alma, durante o quarto mês de gravidez ou quando ocorre o primeiro movimento fetal, segundo o Congresso Americano de Obstetras e Ginecologistas. Crianças abortadas após o quarto mês, natimortas ou perdidas, não entrarão no Paraíso sem seus pais, e porque uma criança foi perdida, os pais serão admitidos na morte, conforme os ensinamentos de Maomé.

Quando uma criança morre ou é natimorta, os muçulmanos acreditam que apenas a família imediata deve tocar o corpo. Estes bebês recebem seus nomes antes de serem enterrados.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível