Cremalheira e pinhão: relação da engrenagem

Escrito por mike goldstein | Traduzido por elcio borges gomes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Cremalheira e pinhão: relação da engrenagem
A relação de transmissão está relacionada ao número de dentes de cada engrenagem (gearing image by Pali A from Fotolia.com)

A relação de engrenagem ou relação de transmissão é a relação entre o número de dentes de cada engrenagem de um sistema, o que determina o número de voltas que cada engrenagem efetua. A relação entre cremalheira e pinhão é um pouco diferente, visto que mede a distância que a cremalheira se move.

Outras pessoas estão lendo

Cálculo de relação de engrenagem

Em duas engrenagens comuns, redondas, a relação de transmissão é calculada pela divisão do número de dentes da engrenagem piloto pelo da engrenagem acionada. Por exemplo, uma engrenagem com 25 dentes aciona uma engrenagem com 75. O resultado dessa divisão é uma proporção de 3/1, o que significa que para cada três rotações da engrenagem piloto, a engrenagem maior gira uma vez.

Pinhão e cremalheira

Um sistema de pinhão e cremalheira é composto por uma engrenagem redonda, chamada pinhão, e um componente plano, dentado, que é a cremalheira. O princípio é o mesmo, mas em vez de rotações, a razão determina a distância linear percorrida pela cremalheira a cada rotação do pinhão.

Cálculo da relação de transmissão entre o pinhão e a cremalheira

Em vez de contar o número de dentes em cada engrenagem, meça a distância percorrida pela cremalheira, em centímetros. Meça a distância da extremidade da cremalheira a um ponto determinado, dê uma volta completa no pinhão e, em seguida, meça a distância novamente. A diferença é a relação de transmissão.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível