Criando seu próprio ISP

Escrito por keith evans Google | Traduzido por andrea b. balieiro
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Criando seu próprio ISP
Criar seu próprio provedor pode ser divertido e rentável (internet image by Danielle Bonardelle from Fotolia.com)

Criar um provedor de serviços de Internet (ISP) pode ser um desafio divertido, um esforço estimulante, e se for feito corretamente, um empreendimento rentável.

Outras pessoas estão lendo

Importância

Provedores de Internet são, de certa forma, fornecedores de informações. Cada pessoa que se conecta à Internet deve fazê-lo através de um Provedor de Serviços de Internet (abreviado do Inglês como ISP) que, por sua vez, se conecta a um provedor maior que, em seguida, se conecta diretamente à base da Internet. A internet, por ter se tornado tão onipresente, e porque os ISPs são tão necessários universalmente, criar um ISP pode ser um evento lucrativo.

Função

Para iniciar o seu próprio ISP, primeiro você precisará de um caminho direto para a Internet. A maioria dos provedores proíbem a revenda de seus serviços, e a maioria dos usuários finais não têm uma conexão direta com a base da Internet. Por este motivo, quase todos os ISPs compram no atacado e de qualidade comercial, produtos de dados de alta velocidade até operadoras de comunicações de grande porte, como a AT&T, EMBARQ, ou Sprint. Dependendo do tamanho do ISP que você pretende criar, suas necessidades de dados podem variar de uma simples T-1 (que iria suportar cerca de 12 conexões simultâneas) até uma conexão Ethernet Gigabit (que suporta milhares de conexões simultâneas). Alguns provedores de acesso extremamente pequenos, na verdade, compram e usam com sucesso uma versão da Digital Subscriber Line (DSL) do produto, enquanto outros podem ter várias linhas de acesso Gigabit Ethernet.

Função

Assim que a conexão de dados vendida por atacado é comprada e instalada, um operador ISP deve ter uma forma de prover, autenticar e servir os clientes e usuários finais. Mais uma vez, a solução de software para isso depende muito do tamanho em que está sendo criado: grandes ISPs que queiram atender milhares de clientes, geralmente dependem de proprietários ou programas de gerenciamento altamente especializados com base Unix. Os menores podem ser capazes de fazer uso de algum tipo de software disponível livremente no sistema de hospedagem, tais como Falken BBS, BBS Syncronet, ou Citadel. Esses aplicativos fornecem uma solução "tudo-em-um" para a criação de contas de novos clientes, autenticando-os, e ligando sua sessão a uma conexão de Internet, eles também estão disponíveis em versões para computadores com Microsoft Windows, Macintosh OS ou Linux/Unix.

Função

Assim que o software de conexão de dados e o de back-end estiverem instalados, deverá ser disponibilizada alguma forma de acesso para os clientes conectarem-se. ISPs menores optam por fazê-lo da forma 'dial-up', embora este método proporcione velocidades de conexão mais lentas, e exija uma linha telefônica individual para cada conexão simultânea, é uma maneira barata e relativamente simples de começar. Muitos dos pacotes de software citados acima na Seção 3, de fato, incluem suporte integrado de utilização para clientes 'dial-up'.

A oferta mais completa pode ser a prestação de serviços de acesso sem fio. Embora eles ainda sejam algo novo no mercado, o acesso sem fio é amplamente considerado como o método de acesso do futuro. Para ISPs menores, vários pontos de acesso sem fio posicionados estrategicamente pelo bairro devem fornecer as interfaces necessárias com o software de back-end citado acima. Implementações de grande escala podem gerar mais dificuldade para conseguir o licenciamento de ondas de rádio com as autoridades competentes.

Considerações

Assim que a infraestrutura, os sistemas de 'back-end', e a conexão de dados estiverem estabelecidos e prontos para os clientes, o trabalho de verdade estará apenas começando. Para permanecerem eficientes e competitivos, os provedores devem oferecer um serviço confiável a um preço justo, além de o fazer de forma exemplar ao cliente. Além disso, vários assuntos legais específicos para o município onde o provedor estiver operando deverão ser atendidos (incluindo licenciamento de empresas e cobrança de impostos, etc.). Finalmente, mesmo o maior negócio em uma área com a maior demanda, precisa de uma equipe de marketing dedicada e comprometida para recrutar clientes.

A partir do momento em que os clientes forem captados, e os documentos de back-office estiverem em ordem, um negócio de ISP pode ser simplesmente o negócio dos seus sonhos!

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível