Como criar um acará-disco artificialmente

Escrito por melissa webb | Traduzido por mayara leal
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como criar um acará-disco artificialmente
Acarás-disco e bebês humanos têm horários de alimentação similares (Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images)

Criar acarás-disco pode ser necessário se seus pais o rejeitam, ou querem comê-lo. Cuidar deste animal artificialmente é uma tarefa que exige cuidado e atenção a cada quatro ou seis horas. Muitas pessoas até comparam esta tarefa com ter um bebê. Apesar de caro, vale a pena tentar salvar seus filhotes. Embora seja típico que todos não sobrevivam, ainda é possível criar uma boa parte deles. Quanto melhor você cumprir as tarefas a seguir, maior será a taxa de sobrevivência destes peixes.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Tanque de criação
  • Tubo de PVC
  • Incubadora de peixes de 40 litros
  • Frasco de vidro de 3 litros
  • Termômetro de tanque
  • Aquecedor de tanque
  • Filtro de espuma
  • Pedra porosa
  • Azul de metileno
  • Conta-gotas
  • Recipiente de plástico
  • Artémia recém-nascida

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Bote um tubo de PCV de pelo menos 25 centímetros no tanque de criação em que ocorrerá a desova. Para garantir que os ovos tenham sido fertilizados, espere pelo menos duas horas antes de mover o tubo para a incubadora.

  2. 2

    Preencha a incubadora de 40 litros com água. Anexe um aquecedor à sua lateral e configure-o para 30 graus célsius. Coloque o termômetro no tanque. Deixe-o flutuar livremente por duas horas antes de verificar a temperatura, que pode oscilar. Instale o filtro de espuma e configure-o para fluxo baixo.

  3. 3

    Encha o frasco de vidro de 3 litros com água do tanque de criação. Após esperar durante duas horas para assegurar que os ovos foram fertilizados, remova o tubo de PVC de forma rápida e cuidadosa do tanque de criação para dentro do frasco. Coloque o recipiente na posição vertical dentro da incubadora. Ajuste a pedra porosa no médio e bote-a no frasco. Em seguida, adicione 10 gotas de azul de metileno. Isso vai ajudar você a ver os girinos e saber quando iniciar a alimentação.

  4. 4

    Fique atento na temperatura da água no tanque, verificando o termômetro frequentemente. Se a temperatura estiver correta, a água do frasco estará adequada. Se necessário, ajuste o aquecedor, já que pode ocorrer uma perda de calor.

  5. 5

    Preste atenção na eclosão dos girinos por volta de dois dias após a transferência, quando eles se alimentarem de suas gemas de ovo. Eles precisarão ser alimentados quando estiverem nadando livremente, o que pode acontecer por volta do oitavo dia. Alimente-os adicionando duas gotas de artêmia recém-nascida ao frasco a cada quatro ou seis horas. Uma hora depois de cada alimentação, você deve executar uma mudança de água de 75%.

  6. 6

    Encha um pequeno recipiente de plástico com a água da incubadora e adicione a pedra porosa. Retire todos os girinos do frasco com um conta gotas e coloque-os no recipiente plástico. Cubra-o para evitar a perda de calor. Jogue fora 75% da água do recipiente. Em seguida, coloque água da incubadora. Passe a pedra porosa e os acarás para o frasco. Substitua o líquido da incubadora pela água quente de torneira, e continue a manter a temperatura de 30 graus.

  7. 7

    Continue esta rotina por mais uma semana ou até que todos os acarás-disco tenham barrigas cor de rosa, o que indica que eles estão comendo o camarão de água salgada. Quando você tiver certeza de que eles estão comendo, deite o frasco de lado na incubadora e remova o pote por inteiro. Mude 50% da água uma vez por dia, durante sete dias, utilizando água da torneira normal. Mantenha a temperatura média de 30 graus. Após sete dias o acará-disco pequeno pode ser introduzido no tanque de criação, ou vendido.

Dicas & Advertências

  • Quando os filhotes de acará-disco ficarem muito grandes para o conta gotas, use uma rede de aquário.
  • Esquecer uma mudança de água ou um horário de alimentação pode resultar na perda do seus peixes.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível