on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

Como criar um diagrama de contexto para o sistema do seu cliente

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

Quando empresas, hospitais e outras organizações tiram um tempo para entender como a informação é compartilhada e recebida dentro de suas infraestruturas, elas podem identificar formas de simplificar o fluxo de dados através do modelamento de processo. Criar um diagrama de contexto é um tipo de método de modelagem de processo, e é uma representação visual das entradas e saídas de dados dentro de um sistema. As empresas analisam os diagramas de contexto para descobrir que circunstâncias impactam o fluxo de dados. Se estiver criando um diagrama de contexto para um cliente, aprenda tudo sobre as entradas e saídas da empresa primeiro.

Instruções

Discuta o diagrama de contexto com seu cliente conforme o desenvolve (Jupiterimages/BananaStock/Getty Images)
  1. Identifique o sistema principal ou primário que a organização do cliente usa para armazenar dados. O sistema pode ser uma base de dados onde a informação eletrônica é armazenada ou compartilhada, ou um portal Intranet que sirva à mesma função.

    Loading...
  2. Faça uma lista dos usuários do sistema. Comece criando categorias de usuários, como empregados, voluntários, estagiários, clientes, fregueses, médicos ou o que quer que influencie a organização do cliente. Essas categorias se tornam as entidades organizacionais do sistema. Abaixo de cada categoria, escreva um resumo de como os usuários utilizam o sistema. Por exemplo, pergunte ao cliente que tipo de dados os usuários extraem do sistema, e qual tipo de dados são inseridos nele.

  3. Mapeie a informação em um diagrama. Esboce-o em um quadro ou em um pedaço de papel. Se estiver usando um notebook, construa um diagrama de contexto em uma planilha ou programa de processamento de texto.

  4. Desenhe um círculo no centro do diagrama. Identifique-o com o nome do sistema principal do cliente. Escreva cada entidade do ambiente em seu próprio círculo em volta do círculo central. Por exemplo, empregados e voluntários teriam cada um seu próprio círculo. Espalhe as entidades em volta do círculo central igualmente, se possível, para organizar melhor. Deixe espaço entre os círculos das entidades e o central.

  5. Escreva a transação que ocorre entre cada entidade e o sistema principal. Use a mesma informação reunida para o segundo passo. Por exemplo, se os voluntários usam o sistema para inserir dados financeiros, escreva "Entrada de dados financeiros" próximo ao círculo dos voluntários.

  6. Use flechas para simbolizar o fluxo de dados a partir do e para o sistema central com cada entidade. Para cada processo — como a entrada de dados financeiros — desenhe uma flecha que aponta na direção de ou para longe do sistema central. Se a entidade for responsável por alimentar dados para o sistema, desenhe uma flecha apontando para ele. Se ela extrai dados do sistema, a flecha é apontada para o círculo da entidade.

  7. Revise o diagrama de contexto finalizado com o seu cliente. Discuta se você capturou o modelo de processo com precisão com a informação que lhe foi dada.

Loading...

O que você precisa

  • Quadro ou papel

Referências

Loading ...
Loading ...