Como criar um jardim de varanda

Escrito por jolene hansen | Traduzido por pina bastos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como criar um jardim de varanda
Até pequenos canteiros e vasos podem render uma colheita (Getty Images)

Mesmo com uns poucos metros quadrados de varanda como seu único espaço ao ar livre, você pode apreciar os frutos de uma horta. Lindos balcões não se limitam a flores. Ervas, frutas vermelhas e legumes não precisam ficar confinados em jardins tradicionais. Os espaços urbanos, no andar térreo ou muitos andares acima, fornecem um bom terreno para plantio. Por meio de escolhas bem pensadas e cuidados com o plantio, você leva a jardinagem de plantas comestíveis a novas alturas.

Escolhendo vasos e solo

Tentativas de cultivar alimentos em varanda precisam se adequar ao local. Amplie o interior do apartamento com cores, texturas e acabamentos que complementem o espaço da sala de estar e acentuem as colheitas que virão — ou dê mais valor à função do que à aparência. De qualquer modo, pense no tamanho, na forma, no material dos potes e no solo a ser usado.

Plantas grandes, como tomates (Lycopersicon esculentum), precisam de vasos de 18 litros, com pelo menos 30 cm de profundidade. Plantas que se prendem ao teto, como cenouras (Daucus carota), precisam de profundidade para crescer sem restrições. Pense nas variedades mini gourmet em vasos de 20 a 30 cm de profundidade.

Vasos retangulares ou oblongos combinam com cantos de balcões, deixando espaço para as pessoas manobrarem esses recipientes e desfrutarem do jardim. Potes de plástico leve ou de fibra de vidro são facilmente movimentados e retêm a umidade por mais tempo do que os de cerâmica, que perdem água pelos lados, assim como pelo topo. Seja qual for sua preferência, certifique-se de que os potes tenham buracos para drenagem desbloqueados. Coloque pratinhos em baixo para que a água não caia nos seus vizinhos, mas tome cuidado para que esses pratinhos não virem criadouros de mosquitos, fazendo uns furos neles e observando diariamente para ver se estão secos.

Use terra leve para potes, designada para o cultivo em vasos. O solo poroso ajuda a evitar plantas com acúmulo de água e pesa bem menos que o solo de um jardim. As plantações ficam ainda mais pesadas quando regadas — uma consideração que deve ser levada em conta mesmo para varandas resistentes.

Como criar um jardim de varanda
Comece a horta no balcão pelas sementes ou opte por brotos (Cat_Chat/iStock/Getty Images)

Escolhendo plantas para lugares menores

O espaço muitas vezes é o que limita a sua escolha de plantas. Com vasos e cuidados adequados, a maioria delas se desenvolve sob os olhares atentos e o zelo que um jardim de balcão necessita. Muitas plantas comestíveis foram desenvolvidas especialmente para jardins pequenos, sem sacrificar a produtividade. Elas crescem tanto em jardins suspensos quanto em convencionais.

Escolha variedades fortes e compactas para espaços ensolarados. Por exemplo, cultive tomateiros que atinjam alturas fixas em vez dos que crescem sem limite, como vinhas. Escolha beringelas premiadas, como "Patio Baby" (Solanum melongena "Patio Baby"), desenvolvida para alta produtividade em vasos.

Não limite seu jardim com um modo de pensar tradicional. Muitas espécies de solo podem se adaptar bem em pequenos espaços, como varandas, ou suspensas em janelas.

As ervas em balcões se comportam bem em seus vasos pequenos, agrupados em uma horta ou empilhados em recipientes verticais. Junte flores comestíveis, como nasturtiums (da família do repolho) (Tropaeolum majus) para obter mais cores e enfeites apimentados.

Como criar um jardim de varanda
Os mirtilos cultivados em vasos se desenvolvem em espaços como balcões (HeikeRau/iStock/Getty Images)

Estimulando plantas comestíveis com cuidados otimizados para balcões

Tire o máximo proveito do que a natureza e o seu balcão têm a lhe oferecer. As condições nem sempre são ideais, mas o zelo minimiza o estresse das plantas. Maximize o espaço e a luz do sol colocando as plantas em vários níveis. A maioria dos cultivos de raízes e folhas tolera sombra, mas as pimentas ( Capsicum spp.) gostam de sol e calor, e os tomates preferem pelo menos seis horas de sol por dia. Ponha-os mais altos para receberem a luz e o calor, enquanto as verduras de estações frias, como o broto de alface (Lactuca sativa) e a rúcula (Eruca sativa), desfrutam da sombra aos seus pés.

Os vasos ressecam mais rápido que os jardins no solo, e os pequenos são os primeiros a ressecar, mas não regue automaticamente. Confira o solo com a mão e deixe-o secar ao seu toque para regar de novo. No calor e no sol direto, a rega pode ser diária. Confira duas vezes para ver se a água está sendo drenada corretamente e dê a cada planta ou vaso o que ela precisa. A maioria dos legumes e das frutas vermelhas prefere umidade consistente, mas as ervas preferem um solo mais seco.

As plantas em recipientes também precisam de cuidado extra. As regas frequentes muitas vezes levam embora nutrientes que normalmente permaneceriam no solo. Os vegetais cultivados em vasos se beneficiam de um fertilizante feito para eles, solúvel em água, com meia dose a cada três ou quatro dias. Por exemplo, misture meia colher de chá de fertilizante para cada quatro litros de água.

Como criar um jardim de varanda
Deixe que as plantas que precisam de muito sol forneçam sombra para as que não precisam (HeikeRau/iStock/Getty Images)

Ampliando a colheita e o prazer

As plantações de varanda seguem os mesmos cronogramas que as plantas que crescem no solo. Estenda a estação da colheita plantando variedades que amadureçam em épocas diferentes, como no começo, no meio e no fim das estações dos tomates. Colheitas que ocorrem uma atrás da outra mantêm a roda girando. Cubra as plantas com uma rede.

A maioria dos vegetais macios são cultivados e colhidos em cultivos anuais em jardins tradicionais e balcões. Substitua-os após se desenvolverem e produzirem frutos ou espere pelo próximo ano. Os mirtilos e outras plantas que normalmente sobrevivem a invernos rigorosos no solo não conseguem se manter nas mesmas temperaturas em recipientes. Trate-os como plantas anuais ou encontre alguém com lugar para plantio no fim do verão ou começo do outono.

Com um balcão de plantas comestíveis, você pode buscar comida nele, em vez da geladeira. Quer sejam ervas para o chá, saladas ou vinhas de tomates ainda quentes do sol, você pode apreciar os frutos do seu trabalho durante o ano todo. Depois, sonhe com o jardim de plantas comestíveis do ano que vem e comece a se divertir de novo.

Como criar um jardim de varanda
Legumes frescos e ervas se unem para dar charme à varanda (vertmedia/iStock/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível