Mais
×

Como criar um número de peça ou de unidade mantida em estoque (Sku) para um produto

Atualizado em 09 abril, 2017

Como a maioria das grandes e pequenas empresas precisa de uma forma eficaz para controlar o estoque em uma loja ou depósito, elas usam os números de peça ou SKUs (sigla em inglês para "unidades mantidas em estoque") para identificar cada produto. E, embora esses sejam os mesmos números de peça do fabricante, algumas empresas que desenvolvem software de gestão de inventário, como a Clearly Inventory, desaconselham seu uso principalmente se, com o passar dos anos, a empresa decidir mudar de fornecedores ou o fabricante mudar o número da peça. Assim, o SKU se tornará obsoleto e seu uso não fará mais sentido. Por isso, é muito importante atribuir um número de peça ou SKU adequado, para administrar com eficácia o inventário.

Instruções

Para evitar confusão, utilize um número de peça ou SKU próprio (Thinkstock Images/Comstock/Getty Images)
  1. Para criar seu próprio número de peça ou SKU, evite usar caracteres como vírgula ou dois-pontos. Eles podem confundir os funcionários e os clientes e ser erroneamente associados ao preço.

  2. Use algumas letras que possam ajudar os funcionários a identificar facilmente um produto em uma lista. Por exemplo, ao criar um número de peça para um porta temperos, atribua um número de peça como TEMPERO101.

  3. Atribua números curtos, de 4 a 8 dígitos por exemplo. Mas, tenha cuidado para que não sejam curtos demais (menos de 4 dígitos), o que poderia causar confusão com as quantidades de produto.

  4. Não atribua outras descrições de inventário, como abreviações de nomes de fornecedores, país, fabricante ou datas de expiração. Esses dados são muito mais eficazes na parte do seu sistema de gestão de inventário que registra os detalhes das transações.

  5. Consulte ou contrate uma empresa especializada para fornecer outras sugestões de gestão de inventário e atribuir números de peça ou SKUs para seus produtos. Normalmente, eles aplicam a experiência que têm com as falhas e sucessos de outras empresas e podem fornecer uma grande perspectiva sobre o que funciona ou não.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article