Mais
×

Como cuidar de um cão com ancilostomose

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

A ancilostomose é um problema comum para os cães. Estes vermes são encontrados em muitos filhotes, uma vez que são transmitidos por suas mães, e também são frequentemente encontrados em cães adultos. Vermifugue todos os filhotes quando eles tiverem com duas a três semanas de idade, e quaisquer cães adultos que tenham sido recentemente adotados. Procure por sinais de ancilostomose, como gengivas pálidas, pelagem escassa e perda de peso. Estes vermes podem ser transmitidos aos humanos, por isso use luvas quando pegar as fezes de cães, ou manusear um animal infectado.

Instruções

Fique atento aos sinais da ancilostomose (Thinkstock/Comstock/Getty Images)
  1. Dê ao cão um vermífugo contendo fenbendazol. Pese o animal e use a quantidade adequada de medicamento de acordo com a medição.

  2. Fique atento aos sinais de náuseas, vômitos ou diarreia. O fenbendazol é um tratamento suave e, normalmente, não tem efeitos colaterais. Mantenha o seu animal de estimação hidratado, e consulte o seu veterinário se os efeitos colaterais durarem mais do que 24 horas ou parecerem persistentes, como vômito contínuo e doloroso.

  3. Mantenha o quintal do cão limpo, removendo todas as fezes assim que o cão as fizer. Os vermes causadores da ancilostomose procriam nas fezes e infestarão o quintal novamente, se elas forem deixadas ali. Descarte as fezes o mais rápido possível. Limpe o quintal diariamente para evitar uma reincidência.

  4. Repita o vermifugamento após duas semanas. O vermífugo mata os vermes adultos, assim, uma segunda dose é necessária para matar as larvas que agora são adultas. Preste atenção aos os efeitos colaterais, como antes.

Dicas

  • Vermifugue seu cão duas vezes ao ano para evitar uma infestação de ancilostomose.

O que você precisa

  • Vermífugo com fenbendazole
bibliography-icon icon for annotation tool Cite this Article