Como cultivar magnólias japonesas

Escrito por angela ryczkowski | Traduzido por lucas borges
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como cultivar magnólias japonesas
As características desejadas de floração e crescimento de uma árvore-mãe podem ser reproduzidas através de enxertia (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

A magnólia japonesa, também conhecida como a árvore tulipa, tem o nome científico de Magnolia x soulangiana. Ela é um cruzamento entre "magnólia denudata" e "magnólia liliiflora", e é valorizada por sua casca atraente e flores grandes que variam de rosas a roxas. Para manter as características desejáveis ​​de uma árvore-mãe, a magnólia japonesa pode ser propagada vegetativamente usando um método de enxertia conhecido como chicote ou banco de enxertia.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Árvore-mãe
  • Tesouras de poda
  • Musgo de turfa ou serragem
  • Saco ou filme plástico
  • Faca de enxertia
  • Porta-enxerto
  • Material de embalagem

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Colete mudas da árvore-mãe desejada quando a árvore estiver dormente. Corte pedaços de madeira de crescimento do ano anterior, que sejam uniformemente espaçados, com gomos dispostos isoladamente. A muda e o porta-enxerto devem ter o mesmo diâmetro de um lápis.

  2. 2

    Armazene as mudas, caso não forem enxertadas, em porta-enxerto imediatamente. Coloque-as em musgo de turfa úmido ou serragem, embrulhado em filme plástico ou colocando em um saco plástico. Mantenha as mudas refrigeradas e protegidas da luz solar até que o enxerto possa ser realizado.

  3. 3

    Prepare o porta-enxerto. Faça um corte de 2,5 a 5 centímetros de diagonal a poucos centímetros do chão ou em qualquer altura que seja melhor para corresponder ao tamanho da muda. Faça um segundo corte de cerca de um terço na parte de baixo da superfície criada com o primeiro corte. O segundo corte deve ser paralelo ao primeiro e não deve se estender além da base do primeiro corte.

  4. 4

    Corte o enxerto do mesmo modo que o porta-enxerto, com um corte diagonal mais longo, seguido por um segundo corte mais curto entre a casca e o mesocarpo.

  5. 5

    Insira a muda no enxerto de modo que os dois sejam interligados, e a cambia, ou a porção da haste entre a casca e a madeira, estejam alinhados.

  6. 6

    Enrole a união segura e firmemente para assegurar que a muda e o enxerto permanecerão juntos e não permitirão umidade ou a entrada de ar. Um certo número de materiais, incluindo cera de enxertia, elásticos e fita isolante, pode ser usado para envolver o enxerto.

  7. 7

    Tome certos cuidados com a magnólia jovem após o procedimento de enxerto. Mantenha a união sombreada e protegida contra os elementos até que os ramos curem-se em conjunto. Uma vez que os gomos sobre a muda começarem a apresentar crescimento, remova o material de embalagem para evitar anelamento. Retire qualquer crescimento que o porta-enxerto produz conforme aparecer.

Dicas & Advertências

  • Realize o enxerto o mais rapidamente possível de modo a evitar a dessecação.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível