×
Loading ...

Quem são os curandeiros maori?

Os maori são os indígenas da Nova Zelândia, conhecidos por suas técnicas antigas de tratamento medicinal holístico. Eles são descendentes de colonizadores polinésios que foram para o país entre 1150 e 952 a.C. Os seus métodos de cura foram transmitidos oralmente através das gerações por membros selecionados das famílias. Mas, hoje em dia, os curandeiros maori, chamados de "tohunga", são treinados dentro das comunidades e programas de educação contínuos, como cursos na Universidade Waikato.

Os curandeiros maori são descendentes da antiga cultura nativa da Nova Zelândia (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

História

As práticas de cura maori foram declaradas ilegais com a aprovação do Ato de Supressão Tohunga no início do século 20, que permaneceu em vigor por 60 anos. O Ministério da Saúde da Nova Zelândia continua debatendo a medicina tradicional maori e sua relação com os serviços públicos de saúde reconhecidos. Em 2011, 240 centros de saúde maori podiam ser encontrados na Nova Zelândia e a popularidade da técnica havia se espalhado pelo mundo.

Loading...
As artes de cura maori foram incompreendidas por séculos (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

Padrões e prática

A medicina maori é uma abordagem holística que incorpora os aspectos físico, emocional e espiritual da saúde. Os padrões e práticas da medicina tradicional maori na Nova Zelândia foram estabelecidos de acordo com a Associação Nacional de Curandeiros Maori Tradicionais (Nga Ringa Whakahaere o Te Iwi Maori) e com a Autoridade de Financiamento da Saúde da Nova Zelândia. O relatório foi publicado pelo Ministério da Saúde do país em 1999.

Treinamento

Os tohunga aprendem como colher apropriadamente as plantas específicas usadas na cura maori, de acordo com os costumes tradicionais. Essas plantas são nativas da Nova Zelândia e encontradas na ilha Aotearoa (nome do país na língua maori). O treinamento é feito na floresta e eles aprendem a preparação de tônicos e prescrições, chamadas de "rongooa", usados em várias terapias, incluindo a "mirimiri" (massagem leve), "wai tapu" (terapia com água), "romiromi" (massagem profunda), "karakia" (oração) e terapia com pedras quentes. O tohunga também se torna habilitado na arte do diagnóstico que considera a "mauri" (força vital), "wairua" (espírito) e "tapu" (leis naturais).

A "rongooa" (prescrição) é baseada em plantas nativas da Nova Zelândia (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Técnicas

Através da massagem e acupuntura o tohunga libera "bloqueios energéticos" no corpo do paciente, que localiza "intuitivamente ou através de visões clarividentes". Ele aplica pressão na área bloqueada com as mãos, antebraços e algumas vezes com os cotovelos. Uma pedra verde especial chamada de "pounamu" é aplicada nos pontos de pressão dos pés. O processo foi descrito por pacientes como emocional, doloroso e liberador. O tohunga encoraja o paciente a "soltar" e participar do processo livremente liberando suas emoções através de gritos, choro e risadas. Durante o processo de cura, o tohunga se vê como uma canal através do qual um poder maior está trabalhando.

A terapia com pedras quentes é um dos métodos utilizados pelos curandeiros maori (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Panorama

Em 2009, o Departamento de Patrimônio da Nova Zelândia iniciou a construção de um jardim medicinal maori tradicional na cidade de Ruatoria. Seu objetivo é aumentar a consciência, compreensão e apreciação a herança natural maori pela comunidade e treinar os futuros tohungas do país.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...