Como dar preço a um fóssil

Escrito por ehow contributor | Traduzido por marcos gabriel martins de oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como dar preço a um fóssil
Fósseis podem variar muito de preço e, por isso, tome cuidado (trilobite fossil image by Jim Mills from Fotolia.com)

Existem muitas variáveis ​​que podem determinar o preço de um fóssil. No entanto, também é importante lembrar que não há dois fósseis exatamente iguais. Isso faz saber o preço de um fóssil algo ainda mais subjetivo, porque simplesmente não há uma estrutura sólida e objetiva de referência. Claro, o valor monetário de um fóssil é realmente apenas igual ao que um colecionador está disposto a pagar por ele. Ainda assim, há algumas coisas importantes a considerar a fim de saber como dar preço a um fóssil, se você é um colecionador ou um negociante.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

    Aprenda a dar preço a um fóssil

  1. 1

    Aceite o fato de que os fósseis mais comuns não vão ter muito valor. Alguns exemplos desse tipo incluem moluscos, pederneiras, amonites e dentes de tubarão. É esperado que colecionadores iniciantes já tenham uma caixa cheia desses.

  2. 2

    Saiba que uma exceção ao que foi dito acima seria um espécime que apresenta uma característica normalmente não vista em outros exemplares do mesmo tipo de fóssil. Esta pequena diferença pode aumentar significativamente o preço dele.

  3. 3

    Entenda que a maioria dos fósseis, especialmente espécimes maiores, exigem uma certa quantidade de restauração. No entanto, isso pode prejudicar o valor dele se a maior parte de sua composição for artificial.

  4. 4

    Pense também numa exceção ao que foi dito acima. Se a amostra fóssil é extremamente rara, a restauração pode na verdade aumentar o seu valor.

  5. 5

    Determine quanta restauração foi feita em um fóssil examinando-o sob uma luz negra. Ossos naturais ou esmalte irão emitir uma certa quantidade de fluorescência.

  6. 6

    Use uma lupa que aumenta quatro vezes ou mais para inspecionar determinados fósseis, como os ossos e os dentes. Fósseis de ossos bem preservados devem revelar pequenas rachaduras, enquanto o esmalte dele deve estar ligeiramente brilhante. Peças restauradas de ossos e dentes vão aparentar mais ranhurado menos brilho.

  7. 7

    Compare seu fóssil ou o que você está pensando em comprar com o que o museu oferece para ajudar a determinar a sua identidade e o seu valor de mercado. O Museu Americano de História Natural mantém uma biblioteca de referência on-line onde você pode realizar sua própria investigação (ver Recursos abaixo).

Dicas & Advertências

  • Esteja ciente de que muitos comerciantes recebem espécimes de lugares remotos, como Marrocos ou China, e sua origem real pode não ser autenticada. De fato, os fósseis mais falsificados são derivados da China.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível