Mais
×

Como eram decorados os sarcófagos do Egito

Atualizado em 13 junho, 2017

Um sarcófago é uma espécie de urna funerária semelhante a um caixão, dentro da qual os antigos egípcios colocavam os corpos dos mortos depois de embalsamá-los para, posteriormente, guardá-los nas tumbas. Os sarcófagos eram chamados de ''neb ankh'', que significa ''dono da vida'' ou ''possuidor da vida'', pois segundo a crença dos antigos egípcios, eles funcionavam como um novo corpo para o espírito do morto. Eram normalmente decorados de maneira que homenageasse aquele que estivesse dentro dele.

Os sarcófagos passaram a ter formato humano somente no Novo Império (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

As primeiras dinastias

Os primeiros sarcófagos não tinham o formato humano tão familiar à maioria das pessoas de hoje em dia. Os primeiros caixões egípcios eram simples caixas retangulares de madeira, sendo que a parte externa era decorada com uma porta falsa para o morto poder sair e um par de olhos pintados para poder enxergar.

O Antigo e Médio Impérios

Por volta da III Dinastia, os egípcios começaram a construir sarcófagos feitos de pedra, principalmente granito. A decoração era simplória como nas primeiras dinastias, porém os sarcófagos dos faraós possuíam tampas abobadadas e ornamentos mais elaborados. Durante o Médio Império, os hieróglifos eram usados na escrita de textos sagrados na parte externa e, por vezes, na parte interna do sarcófago.

O Novo Império

Foi no Novo Império que os sarcófagos começaram a ganhar formato humano, com o qual a maioria das pessoas está familiarizada. A tampa ganhava uma representação detalhada do próprio morto. As laterais eram pintadas com imagens de deuses egípcios e vários outros simbolismos religiosos e sagrados.

Simbolismos e deuses

Era muito comum pintarem escaravelhos nos sarcófagos, como um símbolo do renascimento. Nut, a deusa do céu, era popular e normalmente representada com os braços em torno da múmia, como se a estivesse protegendo. Os deuses Hórus, Ísis e Néftis representavam o luto. O deus Ápis, o touro, era desenhado carregando a múmia do morto nas costas.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article