Mais
×

Como fazer a defensa náutica do seu barco

Atualizado em 17 abril, 2017

Um barco é um investimento enorme. Para proteger esse investimento, é crucial mantê-lo seguro ao retornar ao pier ou quando as condições meteorológicas de tempestade trouxerem águas agitadas. Defensas náuticas podem ser caras, especialmente na quantidade que você poderá precisar. Para indivíduos espertos, que costumam fazer trabalhos por eles mesmos, pode-se fazer defensas de alta qualidade por muito menos utilizando-se pneus velhos. Outros materiais também funcionam bem. O segredo é encontrar um material de defensa que resista bem a condições de chuva e forneça o amortecimento necessário para manter o barco livre de colidir com o cais.

Instruções

Quanto maior o barco, maiores defensas amortecedoras são necessárias para proteger o barco (Thinkstock/Comstock/Getty Images)
  1. Leia o contrato da marina, para descobrir restrições que possam influenciar na concepção ou nos materiais utilizados para fazer os para-choques. Contratos com marinas podem ser muito restritivos sobre qualquer coisa relacionada ao cais. Algumas marinas exigem defensas removíveis.

    É importante conhecer as regras da marina antes de modificar o seu barco (Goodshoot/Goodshoot/Getty Images)
  2. Meça o cais, a largura e o comprimento do barco. Defina o melhor tamanho de pneus a utilizar. Quanto maior for o pneu, melhor. Veja os locais no barco onde há manchas, causadas quando ele bate no cais. Você poder estar substituindo defensas que já existem. Defina quantas defensas são necessárias para a máxima proteção.

    Navios de grande porte utilizam defensa pneumática, proporcionalmente ao seu tamanho (Stewart Sutton/Photodisc/Getty Images)
  3. Vá a um ferro-velho, para comprar a quantidade necessária de pneus. Muitas defensas vendidas em lojas náuticas são feitas de materiais de pneus, porque não danificam a superfície do barco. Por esta razão, os pneus são uma escolha ideal para serem utilizados como para-choques. Com base nas medidas, escolha os maiores pneus que caberão no espaço do cais, deixando espaço para manobrar o barco.

    Além das defensas dos barcos, muitas vezes o próprio cais tem um sistema anti-impacto (Thomas Northcut/Photodisc/Getty Images)
  4. Vá até uma loja de ferragens e compre porcas de aço inoxidável, parafusos e arruelas, pois não enferrujam. Compre corda de nylon grosso, ao invés de outras, se precisar que a sua defensa seja removível. Vá a uma loja de carro e compre um produto de brilho para pneus que proteja os pneus contra os maus tratos das diversas variações climáticas e intempéries.

    Denfensa é o nome técnico para o "para-choque" do barco (Thinkstock/Stockbyte/Getty Images)
  5. Trate os pneus com brilho à prova de variações climáticas. Isso irá mantê-los longe das intempéries e rachaduras por um tempo mais longo.

    Geralmente as bordas do cais têm um revestimento de madeira, evitando arranhões nas manobras de chegada dos navios (Medioimages/Photodisc/Photodisc/Getty Images)
  6. Coloque os pneus em locais estratégicos, onde seja provável do barco atingir o cais de deslizamento ao ser ancorado. Use os parafusos ou as cordas para prender os pneus para cais de madeira. Teste os pneus, para ter certeza de que eles são seguros. Use a corda de nylon, em vez de parafusos, para fixar os pneus, se o contrato com a marina precisar de defensas removíveis.

Dicas

  • Se a marina tiver regras contra colocar qualquer coisa no cais, as defensas podem ser usadas como para-choques removíveis no cais ou no barco. As defensas podem ser ajustadas para melhorar o posicionamento, caso necessário. Tratar os pneus regularmente com um produto que dê brilho e impermeabilização os manterá sem rachaduras.

O que você precisa

  • Fita métrica
  • Vários pneus velhos
  • Pneus impermeabilizados
  • Parafusos de aço inoxidável
  • Porcas de aço inoxidável
  • Arruelas de aço inoxidável
  • Corda de nylon
  • Broca
  • Brilho de pneu à prova de variações climáticas
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article