Defina racionamento de capital

Escrito por shoaib khan | Traduzido por daniel ranieri negri
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Defina racionamento de capital
Racionamento de capital é uma ferramenta de negócios utilizado para fins financeiros (penny graph image by RT from Fotolia.com)

Racionamento de capital é uma decisão de negócios para limitar a quantidade disponível para gastar em novos investimentos ou projetos. A prática descreve restringimento de canais de saída de recursos, colocando um limite para o número de novos projetos. Racionamento de capital pode ser empregado por diferentes tipos de empresas para alcançar objetivos financeiros desejados. A teoria por trás das práticas de racionamento de capital é que, quando poucos novos projetos são realizados, a empresa é capaz de gerenciar os recursos dedicados, projetos existentes e cada novo projeto por mais tempo.

Outras pessoas estão lendo

Fatores

Fatores que influenciam as decisões de racionamento de capital incluem ambas as situações financeiras e a filosofia de gestão. As empresas podem querer limitar os gastos de capital quando o VPL (valor presente líquido) ou TIR (taxa interna de retorno) tem um efeito pronunciado sobre o valor do orçamento geral, ou quando potenciais oportunidades de investimento são inviáveis se os compromissos atuais forem amplamente perseguidos. Outros fatores que influenciam as decisões de racionamento de capital incluem o montante de fundos que vêm de operações atuais e a viabilidade de aquisição de capital, seja por empréstimo ou emissão de ações adicionais. Além disso, o racionamento pode ser implementado de maneiras diferentes, por uma administração com mentalidade evoluída e pela gestão de abordagem mais conservadora.

Restrição artificial

Decisões de racionamento de capital são implementadas apenas em determinadas situações, como quando uma empresa não tem fundos suficientes para investir em projetos que são promissores. Quando há mais projetos do que os fundos disponíveis, apenas os mais lucrativos são consideradas, e outros projetos, mesmo rentáveis, são excluídos. Isto é conhecido como restrição artificial, porque o montante a ser gasto em projetos é especificado pela administração. Racionamento de capital ocorre devido ao medo da gestão de explosões repentinas de crescimento ou quando a administração está relutante em usar o financiamento externo.

Tipos

Racionamento de capital pode ser classificado em duro e mole, com base em se os fatores são externos ou internos. Racionamento de capital duro é quando as restrições que podem afetar as decisões de negócios são determinadas externamente; racionamento de capital duro não ocorre em perfeitas condições de mercado. Racionamento de capital mole ocorre quando a despesa de investimento é controlada e limitada internamente, por restrições impostas pela administração.

Razões externas

Existem dois tipos de razões para racionamento de capital externo e interno. Quando uma empresa é incapaz de contrair empréstimos a partir de fontes externas, é um motivo externo para o racionamento de capital. Uma empresa pode não ser capaz de emprestar fundos por causa da escassez financeira interna, desempenho operacional abaixo do padrão, condições de crédito desfavoráveis ​​ou quando se introduz um novo produto que não foi testado. Os bancos são particularmente relutantes em emprestar para as pequenas empresas e indivíduos com um desempenho menor do que satisfatório.

Razões internas

Razões internas para racionamento de capital incluem a apreensão de gestão que a expansão levaria a uma diluição do controle. Em uma empresa privada, a gestão pode querer limitar o crescimento do negócio para ter uma retenção mais forte no negócio. Em empresas maiores, a alta gerência pode especificar limites de gastos para cada departamento, seguindo uma estratégia corporativa abrangente. Razões internas também incluem restrições de recursos humanos, em que a empresa pode não ter o pessoal de gestão intermediária suficiente para cobrir a expansão. Restrições da dívida também fazem parte de razões internas para racionamento de capital, pode ser que a dívida emitida anteriormente proíba a empresa de buscar mais dívida, por causa de imposições colocadas mais cedo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível