Mais
×

Como descrever os movimentos do trato gastrointestinal

Atualizado em 19 julho, 2017

O sistema digestivo humano, também chamado de trato gastrointestinal, é responsável pela metabolização dos alimentos. Ele é composto pela boca, estômago, esôfago, intestino, reto, fígado, pâncreas e vesícula biliar e pode ser observado por meio de um tubo grande. O alimento é quebrado em carboidratos, lipídios e proteínas, nutrientes que o corpo precisa para ter nutrição e energia. Uma vez quebrado, o alimento pode ser absorvido primariamente pelo intestino delgado.

Instruções

O peristaltismo é o mecanismo de movimento do sistema digestivo (Thinkstock/Comstock/Getty Images)
  1. Defina e descreva o peristaltismo. Ele é o mecanismo pelo qual os alimentos e líquidos são empurrados pelo trato gastrointestinal. A camada muscular que reveste as paredes do sistema digestivo se contraem e espremem, criando um efeito ondulatório. Esse movimento é involuntário, sem que você conscientemente faça esforços. O processo digestivo é acelerado com a ajuda das enzimas.

  2. Descreva a primeira parte da digestão. Ela começa na boca, com a mastigação. Uma enzima secretada pela saliva inicia o processo de metabolização de carboidratos complexos e amidos. O bolo alimentar é engolido e passa pelo esôfago, um longo tubo que conecta a garganta ao estômago. Lá, esse bolo é controlado pelo esfíncter, que se abre e fecha. Chamado de esfíncter esofágico baixo, ele abre quando a comida está chegando.

  3. Descreva o movimento no estômago e no intestino delgado. O estômago mistura alimentos e líquidos, acrescentando enzimas digestivas. Na realidade, ele é um músculo, o que permite que o alimento seja transformado em uma substância líquida chamada de quimo. Esse, por sua vez, é despejado no intestino delgado, através do esfíncter pilórico. Esse é outro músculo em forma de anel que controla o movimento do quimo no intestino delgado, cuja função principal é absorver os nutrientes para a corrente sanguínea.

  4. Descreva como o dejeto é eliminado. O que sobra, após a absorção dos nutrientes pelo intestino delgado, é o dejeto, que consiste de materiais que não são digeríveis, como as fibras. Ele passa pelo intestino grosso por meio do peristaltismo na forma de fezes e então é expelido.

Dicas

  • O eixo cérebro-intestinal também é muito importante. O Merck Manual relata que existe uma conexão entre o cérebro e o sistema digestório. Fatores psicológicos influenciam muito nas contrações do intestino, na secreção de enzima e em outros fatores. Alguns transtornos associados a esse eixo incluem síndrome crônica do intestino irritável e colite ulcerosa.
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article