Desempenho do i5 e do i7 no iMac e no Macbook Pro

Escrito por david perez | Traduzido por thiago andre scarani
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Desempenho do i5 e do i7 no iMac e no Macbook Pro
A Apple usa processadores mais lentos nos Macbook Pros para aumentar a duração da bateria (Justin Sullivan/Getty Images News/Getty Images)

Comparar o iMac com o MacBook Pro requer duas comparações em uma. Uma delas é entender a diferença entre os processadores Core i5 e Core i7, e a outra é a diferença entre os modelos de i5 e i7 que são oferecidos para esses dois modelos. Em resumo, os iMacs, de modo geral, são mais rápidos até mesmo do que os MacBook Pros mais rápidos. Como eles são laptops, não possuem o espaço necessário para os sistemas de arrefecimento mais elaborados que os i5s e i7s mais rápidos exigem. Porém, alguns MacBook Pros possuem desempenho quase semelhante aos iMacs mais simples.

Outras pessoas estão lendo

Hyperthreading

Os threads são instruções que os programas que estão sendo executados solicitam que os processadores executem. Geralmente, um processador trabalha simultaneamente em um número de threads equivalente à quantidade de núcleos que possui. Por exemplo, um i5 de dois núcleos consegue executar dois threads simultaneamente, enquanto um de quatro núcleos consegue executar quatro. Os processadores i7, porém, usam a tecnologia Hyperthreading, que permite que um i7 de dois núcleos execute simultaneamente oito threads. Os aplicativos que tomam vantagem desta função rodam mais rapidamente no i7 do que no i5, se todos os outros fatores forem semelhantes.

Cache

O cache é um tipo de memória que fica no processador. Como tal, seu fluxo de dados é maior do que a memória RAM. Os dois modelos de processador a utilizam para armazenar as informações usadas frequentemente, para que não tenham que obtê-las na RAM (que é mais lenta) toda vez que for necessário. A diferença primária entre essas duas famílias de processadores é que os i7s possuem mais cache.

Opções de Core i5

Por volta de julho de 2011, a Apple oferecia três opções de processadores i5 para o iMac, todos de quatro núcleos e 6 MB de cache. A única diferença entre eles é a velocidade: 2,5, 2,7 e 3,1 GHz, respectivamente. Há apenas uma opção de i5 para o MacBook Pro, e é um modelo de dois núcleos e 2,3 GHz, com 3 MB de cache. Neste caso, os processadores do iMac são superiores em todos os aspectos. Mesmo o iMac mais lento vai inicializar, rodar os aplicativos e rodar mais aplicativos simultaneamente sem perder desempenho, do que o MacBook Pro com i5.

Opções de Core i7

Há duas opções de i7 para o iMac, e ambas são de quatro núcleos, com 8 MB de cache. Uma delas funciona a 2,8 GHz, e a outra a 3,4 GHz. Os MacBook Pros possuem quatro configurações de i7, e a de maior frequência roda a 2,7 GHz, mas possui apenas dois núcleos e 4 MB de cache. Os outros três são modelos de quatro núcleos, sendo que um funciona a 2,3 GHz com 8MB de cache e os outros dois funcionam a 2,0 e 2,2 GHz, com 6 MB de cache. Apesar de nenhum deles ser mais rápido do que o iMac i7 mais lento, o Macbook Pro i7 2,3 GHz possui praticamente o mesmo desempenho do iMac i5 2,5 GHz, pois possui frequência similar, o mesmo número de núcleos e memória cache superior em 2 MB.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível