Como desenhar um gráfico 3D em uma cartolina

Escrito por evander blimpington | Traduzido por mariana silva gray
Como desenhar um gráfico 3D em uma cartolina
Gráficos 3D parecem se projetar do papel (3d diagram image by Yuriy Panyukov from Fotolia.com)

Embora um gráfico bidimensional possa fornecer uma representação visual de seus dados, ele não se compara a um intrigante gráfico 3D, com imagens mais realistas. Esse projeto de informação chamativo é feito de forma simples, desenhando os eixos de seu gráfico em ângulos um pouco alterados em direção às pessoas, com uma extensão adicionada no eixo x, horizontal, assim como uma série de barras verticais tridimensionais parecidas com uma linha de arranha-céus. Desde que você siga alumas simples instruções, será possível elevar o gráfico a um outro nível rapidamente.

Instruções

  1. 1

    Desenhe um eixo tridimensional que contenha os dados gráficos. Use lápis em sua cartolina. Faça um desenho que se pareça com um "L" maiúsculo, onde ambas as linhas tenham comprimento igual, mas a parte inferior do "L" seja aberta, e não reta, alterada um pouco para baixo, formando um ângulo de 113º na origem (ângulo reto mais um quarto). Agora, adicione a esse "L" obtuso uma linha vindo da origem ou ponto central perpendicular com a parte inferior do "L". O fundo do "L" e a linha recém desenhada serão o eixo x que induzirá a tridimensionalidade, enquanto a parte superior do L será o eixo y.

    Como desenhar um gráfico 3D em uma cartolina
    Para o eixo y e o eixo x, faça um "L" obstuso (Jupiterimages/Stockbyte/Getty Images)
  2. 2

    Nomeie os eixos x e y. O eixo x tipicamente consiste em um variável ou variáveis independentes, como anos, nomes ou algum tipo de quantidade de dinheiro, por exemplo. O eixo y é normalmente a variável dependente, como um valor numérico, frequentemente monetário, que aumenta ou diminui de acordo com a variável independente. Nomeie a parte inferior do "L" obtuso com as variáveis independentes de seus dados espaçados pelo eixo x. Nomeie o eixo y indo para cima com os valores numéricos em ascensão apropriados para seus dados.

  3. 3

    Adicione as barras em seu gráfico com base nos dados. Desenhe retângulos em 2D que cresçam ao número relacionado apropriado no eixo y começando diretamente na parte inferior do "L" obtuso, deixando a outra parte de extensão do eixo x apenas para perpetuar o efeito tridimensional.

  4. 4

    Em seguida, adicione a terceira dimensão a cada uma das barras verticais seguindo a direção das linhas do eixo x, perpendiculares ou cruzadas, sempre aderindo estritamente à perspectiva de três pontos na qual objetos mais próximos são maiores e objetos mais distantes são menores. Isso resultará em estruturas retangulares tridimensionais se alinhando pelo eixo x que devem parecer estar crescendo gradualmente em largura, comprimento e profundidade, pois os fundos parecem estar mais longe da origem no fundo do L e mais perto da pessoa vendo o gráfico. Isso deve ser um pouco semelhante a olhar os arranha-céus de uma cidade. Pode-se nomear essas barras em seus topos com os nomes relacionados no eixo x ou os valores numéricos do eixo y.

    Como desenhar um gráfico 3D em uma cartolina
    Na perspectiva de três pontos, mais longe significa mais curto e mais estreito (Kim Steele/Photodisc/Getty Images)
  5. 5

    Reforce todos os nomes e linhas em seu gráfico com uma canetinha. É possível escurecer cada linha feita formando um gráfico 3D "transparente" ou pode-se escurecer as linhas que não estejam obscurecidas por outras linhas ou estruturas retangulares, criando um gráfico sólido, no qual os lados de trás das barras verticais em 3D não serão visíveis, nem porções estranhas da linha do eixo x que foi coberta pelas barras verticais. Para realçar ainda mais o efeito 3D do gráfico, você pode usar sombras estratégicas em suas barras experimentando com a pressão usada para colori-las com o giz de cera. Pode-se também usar gizes preto ou cinza para alterar a pressão e adicionar sombras a barras já coloridas. Você pode escolher dar um plano de fundo colorido ao seu projeto. Se quiser fazer isso, assegure-se de não interferir na visão e leitura dos nomes, eixos ou barras. Pinte os fundos usando cores claras com menos pressão, especialmente próximo aos nomes, eixos, barras ou linhas.

    Como desenhar um gráfico 3D em uma cartolina
    As sombras podem deixar a perspectiva de três pontos melhor (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Dicas & Advertências

  • Princípios similares podem ser aplicados para transformar qualquer coisa, de gráficos de linha a gráficos de barra horizontal, e até mesmo gráficos circulares e outros tipos de representações.
  • Um gráfico 3D pode também ser feito fora da perspectiva de três pontos. Nesse caso, os objetos não mudariam de tamanho ao se aproximar, mas ainda seriam mantidas as três dimensões.
  • Insira uma quebra na parte inferior do eixo y, semelhante a uma versão lateral da linha formada por um batimento cardíaco em um monitor, se no começo do eixo y for necessário mudar para um valor maior apropriado para seus dados.
  • Tenha cuidado ao adicionar terceiras dimensões. Se você as adicionar incorretamente e elas não servirem as perspectivas 3D ou de três pontos, pode-se acabar tendo uma ilusão de ótica que confundirá as pessoas lendo seu gráfico.

O que você precisa?

  • Cartolina
  • Lápis
  • Canetinhas coloridas
  • Giz de cera

Lista completaMinimizar

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível