Desenvolvimento físico, cognitivo e psicossocial

Escrito por scott barbour | Traduzido por guilherme ferreira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Desenvolvimento físico, cognitivo e psicossocial
O desenvolvimento físico, cognitivo e psicossocial é um processo que dura a vida toda (grandfather and granddaughter image by Olga Sapegina from Fotolia.com)

O desenvolvimento humano é um processo que vai desde o nascimento até a morte. A cada momento na vida, todo ser humano está em um estado de evolução pessoal. Mudanças físicas conduzem esse processo, visto que nossas habilidades cognitivas avançam e declinam em resposta ao crescimento do cérebro na infância e seu funcionamento reduzido na terceira idade. O desenvolvimento psicossocial também é significativamente influenciado pelo crescimento físico, pois nosso corpo e nosso cérebro em transformação, junto com o ambiente, dão forma à nossa identidade e relacionamentos com outras pessoas.

Outras pessoas estão lendo

Desenvolvimento físico

Embora vários estudiosos definam o desenvolvimento físico de maneiras ligeiramente diferentes, a maioria divide o processo em oito estágios: primeira infância; início, meados e final da infância; adolescência; início da idade adulta; meia idade e terceira idade. Recentemente, as pessoas têm vivido mais e alguns acrescentaram a "quarta idade" à lista. Em cada estágio, ocorrem mudanças físicas específicas que afetam o desenvolvimento cognitivo e psicossocial do indivíduo.

Desenvolvimento cognitivo

O desenvolvimento cognitivo se refere à aquisição da habilidade de raciocinar e resolver problemas. A teoria principal do desenvolvimento cognitivo foi desenvolvida pelo suíço Jean Piaget, um psicólogo do desenvolvimento. Piaget dividiu o desenvolvimento cognitivo da infância em quatro estágios, que vão desde o nascimento até a adolescência. Uma criança que passa com sucesso por esses estágios progride de simples respostas sensório-motoras para a habilidade de classificar e criar uma série de objetos, e finalmente raciocinar de forma hipotética e dedutiva, de acordo com o "The New Dictionary of Scientific Biography" ("Novo Dicionário de Biografia Científica").

Desenvolvimento psicossocial

A principal teoria do desenvolvimento psicossocial foi criada por Erik Erikson, um psicólogo do desenvolvimento alemão. Erikson dividiu o processo de desenvolvimento psicológico e social em oito estágios, que correspondem aos estágios do desenvolvimento físico. Em cada estágio, de acordo com Erikson, o indivíduo enfrenta um conflito psicológico que deve ser resolvido para que ele prossiga em seu desenvolvimento. Da infância à maturidade, esses conflitos são: confiança versus desconfiança, autonomia versus vergonha e dúvida, iniciativa versus culpa, construtividade versus inferioridade, identidade versus confusão de papéis, intimidade versus isolamento, generatividade -- isto é, criatividade e produtividade -- versus estagnação, e integridade do ego versus desespero.

Processos interdependentes

De acordo com o Departamento Americano de Saúde e Serviços Humanos (HHS, na sigla em inglês), "O desenvolvimento é o produto da interação elaborada de influências biológicas, psicológicas e sociais." Enquanto as crianças se desenvolvem fisicamente, ganhando maior controle psicomotor e melhorando o funcionamento cerebral, elas se tornam mais sofisticadas cognitivamente -- ou seja, mais competentes para refletirem e agirem sobre o ambiente. Essas mudanças físicas e cognitivas, por sua vez, permitem que elas se desenvolvam psicossocialmente, formando identidades individuais e se relacionando de forma efetiva e apropriada com outras pessoas. Desse modo, como descrito pelo departamento americano, o desenvolvimento humano é "um processo de crescimento, maturação e mudança que dura a vida toda."

Implicações

A importância do desenvolvimento físico, cognitivo e psicossocial fica aparente quando uma pessoa não obtém sucesso em um ou mais estágios do desenvolvimento. Por exemplo, uma criança que não consegue passar com sucesso pelo desenvolvimento físico pode ser diagnosticada com um atraso de desenvolvimento. De maneira parecida, uma criança com problemas de aprendizagem pode não conseguir dominar os processos cognitivos complexos de um adolescente típico. Um adulto de meia-idade que não passa com êxito pelo estágio de Erikson de generatividade versus estagnação pode sofrer com "estagnação pessoal profunda, mascarada por uma variedade de escapismos, como abuso de álcool e drogas e infidelidades sexuais e de outras naturezas," como afirmado por "Nursing Theories". Desse modo, os riscos são grandes para todos os humanos enquanto lutam com as tarefas de desenvolvimento que os confrontam em cada idade.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível