A despersonalização como sintoma de depressão

Escrito por cl hardy | Traduzido por aline ferreira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A despersonalização como sintoma de depressão
A despersonalização é um estado em que uma pessoa sente-se desatrelada do próprio corpo (Medioimages/Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Despersonalização é um sintoma bastante comum da depressão e uma experiência preocupante que é difícil de descrever. Embora sejam difíceis de explicar para alguns, as experiências de despersonalização não são incomuns --especialmente para alguém que recentemente envolveu-se em um evento traumático. É importante diferenciar a despersonalização do transtorno de despersonalização e entender o que desencadeia a experiência quando associada a uma condição subjacente como a depressão.

Outras pessoas estão lendo

Significado

A despersonalização é um estado em que uma pessoa se sente desvinculada ou desatrelada do próprio corpo. Ela é frequentemente descrita como uma sensação de "flutuar ou pairar" sobre o corpo, incapaz de ter emoções ou pensamentos. Muito semelhante a assistir a si mesmo em um sonho, o indivíduo é incapaz de sentir diretamente uma conexão com os eventos ao seu redor.

Considerações

Como um sintoma de outro distúrbio como a depressão, cerca de 20% a 40% da população declarou ter experiências temporárias de despersonalização. Esta experiência passageira costuma ser o resultado de uma desordem ou debilitamento. Aproximadamente 2% da população mundial declarou vivências recorrentes ou persistentes desse estado.

Identificação

Vivências transitórias de despersonalização são frequentemente ligadas a uma desordem subjacente como a depressão. Experiências rápidas do tipo também podem ser atribuídas a eventos severos, nos quais o indivíduo sente-se imediatamente ameaçado, ou como um resultado de intoxicação por drogas. A depressão e a despersonalização agem de maneira indistinta: muitos dos sintomas da depressão podem desencadear a despersonalização e um efeito comumente relatado desta última é a depressão. Se a despersonalização for persistente, durando mais do que alguns segundos, ou se repetir e não for ligada a uma condição subjacente, um teste pode ser necessário para detectar a desordem.

Tratamento

Para as versões passageiras do estado, nenhum tratamento imediato é necessário. Como um sintoma de depressão, tratar a depressão em si pode, potencialmente, resolver o problema. A experiência temporária causa prejuízo mínimo, com a maioria dos pacientes encontrando alívio ao abordar os desencadeadores individuais do evento. Vivências de despersonalização podem ser eliminadas com alguma forma de psicoterapia, embora ela não seja necessária para tratar o problema.

Advertência

Sintomas de depressão podem incluir insônia ou sono excessivo, um desencadeador de despersonalização. Outros sintomas da doença incluem apatia, chorou ou irritabilidade incontroláveis, dificuldade de concentração e perda/ganho de peso não intencional. Um sintoma de depressão que não pode ser desconsiderada é o pensamento suicida. Se ocorrerem esses pensamentos ou comportamentos suicidas, você deve procurar assistência de um profissional da saúde imediatamente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível