Casa

Desvantagens das estruturas metálicas

Escrito por natasha gilani | Traduzido por philipe oliveira
Desvantagens das estruturas metálicas

Aço é um dos mais comuns materiais usados em estruturas

marble and steel image by Joe Houghton from Fotolia.com

O aço é um dos materiais mais abundantemente utilizados em estruturas, devido à sua resistência, o valor da sucata e facilidade de seu transporte. Ele é usado na fabricação de tubos (água, ar comprimido e na distribuição de gás), produtos de utilidades, estruturas de distribuição de combustíveis, sistemas de esgoto, estruturas de um pontão, e uma série de acessórios, como calços, grampos, cabeçotes, cabides, juntas de dilatação e âncoras. Estruturas de aço são suscetíveis a diversas intempéries naturais entre outros riscos que comprometerão sua integridade estrutural, segurança e durabilidade.

Outras pessoas estão lendo

Corrosão

O aço é suscetível à corrosão em ambientes ao ar livre. A corrosão é a destruição de um metal, devido à sua reação com o oxigênio atmosférico. A oxidação eletroquímica produz o óxido do metal, ou ferrugem. Estruturas de aço têm de ser protegidas de forma adequada através da aplicação de um isolante entre o elemento metálico e a atmosfera. Preparações da superfície garantem a proteção e prolongam a vida útil de uma estrutura feita de aço. Alguns tipos comuns de métodos de preparação de superfície do aço incluem o jateamento de abrasivos secos, jato de água, revestimentos de alcatrão e carvão, pintura e substituição do aço com ligas resistentes à corrosão, tais como ligas de titânio, ligas de níquel, ligas de alumínio e aço inoxidável. Esses e outros métodos de proteção à corrosão são normalmente caros, sendo restritos por limitações práticas, tais como: localização, acessibilidade e tempo.

Tratamento antichama

Elementos estruturais feitos de aço à prova de chamas requerem um tratamento caro. Embora os componentes de aço por si não sejam combustíveis, sua resistência se reduz em altas temperaturas como em incêndios ou quando outros materiais dentro de um edifício incendiado, expondo o aço a suscetíveis deformações. Além disso, o aço, sendo um excelente condutor de calor, inflama materiais em contato próximo e provoca incêndios que rapidamente se espalham para outras seções de um edifício. Estruturas de aço à prova de fogo podem exigir uma proteção adicional, e os edifícios devem possuir instalação de sistemas de aspersão adequados, tal como definido pelo código de construção requisitado em cada localidade em particular. Os revestimentos à prova de fogo, tais como revestimentos minerais expandidos, materiais intumescentes e de concreto, asseguraram que a temperatura do aço não exceda os limites de ignição no caso de um incêndio. Muitas vezes, estruturas de aço são envolvidos em blocos de gesso, blocos de alvenaria, placas de gesso e em blocos de telhas de argila que os protegem do calor. Estes blocos são geralmente caros e exigem manutenção específica.

Fadiga e fratura

De acordo com Jack C. McCormac no livro "Structural Steel Design", elementos de aço são suscetíveis à fadiga. Grandes variações na resistência à tração do aço expõe os elementos à tensão excessiva, o que reduz a sua resistência global. O aço é também suscetível a fraturas quando perde a sua ductilidade. Isso aumenta as probabilidades de encurvadura, que é geralmente compensada pela adição de caras colunas de aço que fortalecem a estrutura primária.

Mais galerias de fotos

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media