×
Loading ...

Como detectar o vírus do mosaico de orquídeas Cymbidium

Atualizado em 23 março, 2017

O vírus do mosaico é uma das doenças mais comuns em orquídeas Cymbidium. Contudo, ele não afeta apenas essa espécie. A transmissão de algumas cepas desse vírus ocorre por meio de tesouras de poda contaminadas, por isso é importante desinfetar suas ferramentas antes e depois de trabalhar com as plantas. Manter a área de crescimento das orquídeas livre de detritos, bem como providenciar temperatura e clima adequados para que elas cresçam saudáveis, também ajudará a prevenir infecções. Os sintomas dessa virose podem variar entre as diversas espécies, mas muitos sinais são comuns a todas.

Instruções

Verifique as flores algumas semanas depois de se abrirem (orchid image by Annett Goebel from Fotolia.com)
  1. Verifique as folhas velhas em busca de sinais do vírus. Procure por manchas irregulares, alongadas, pretas ou marrons. Isso é conhecido como necrose foliar e, como resultado, as folhas infectadas secarão.

    Loading...
  2. Inspecione as orquídeas Cymbidium. Procure por estrias ou manchas amarronzadas, indicativas de estria necrótica das flores, causadas pelo vírus do mosaico. Essas estrias ocorrerão depois de uma ou duas semanas da floração.

  3. Examine a folhagem nova. Estrias longas, amareladas, também são um sintoma de estrias necróticas das flores.

Loading...

Dicas

  • Caso suspeite que sua orquídea está infectada pelo vírus do mosaico da Cymbidium, retire uma folha ou flor de amostra e leve a uma cooperativa agrícola local para obter o diagnóstico correto. Se a planta estiver infectada, terá de ser destruída para que não transmita o vírus às suas outras orquídeas.

Referências

Loading ...
Loading ...