Como deter um marido que abusa de você verbalmente

Escrito por james withers | Traduzido por pedro santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como deter um marido que abusa de você verbalmente
Autocontrole é essencial ao lidar com um marido verbalmente abusivo (sad woman image by Mat Hayward from Fotolia.com)

O abuso verbal pode causa tantos danos quanto o abuso físico. Mesmo que não ocorra sob a forma de gritos, o abuso verbal pode acontecer quando um parceiro murmura comentários maldosos ou cruéis para a parceira. Essa forma de abuso visa diminuir a autoestima da mulher. Felizmente, as mulheres podem se defender de tais ataques, tomando o controle quando forem interagir com os parceiros.

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Números de contato de serviços de aconselhamento (opcional)

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Trabalhe na construção da autoestima. Um dos motivos mais comuns pelos quais uma mulher decide se casar com um marido abusivo é a autoestima baixa. Se por um lado poucas mulheres ou homens são poderosos o suficiente para mudar o comportamento de um cônjuge, todo individuo tem o poder de mudar o próprio comportamento. Em vez de focar nos defeitos do marido, ela pode focar nas próprias qualidades. As diversas maneiras de construir a autoestima de uma pessoa incluem se envolver como voluntária para ajudar os necessitados, libertar-se de tendências perfeccionistas e se recusar a se envolver em padrões de pensamentos negativos.

  2. 2

    Discuta as emoções objetivamente. Em meio a uma discussão, as emoções tendem a obscurecer a razão. Normalmente, isso coloca tanto a mulher quanto o marido em desvantagem. Enquanto o marido apela para táticas de abuso verbal, a única defesa de uma mulher é a habilidade de bloquear esses ataques com a ajuda da razão. Do contrário, ela aceitará a lógica deturpada como sendo expressão da verdade. Assim, quando estiver tentando resolver problemas durante uma briga, uma mulher deve se esforçar para manter o controle das emoções. Ela pode discutir como se sente, mas não pode permitir que as emoções reduzam a capacidade dela sair de uma discussão com a dignidade intacta.

  3. 3

    Aprenda a praticar habilidades de resolução de conflitos. Muitas esposas respondem ao abuso verbal dos maridos apontando os defeitos dos mesmos. Em vez de resolver conflitos, elas simplesmente os prolongam, ou, em certos casos, os incitam. Em vez de brigar com o cônjuge, é preciso aprender a ser uma pacificadora. Isso não significa simplesmente visar agradar, mas sim aprender a ser um centro de calma em meio a um furacão catastrófico.

  4. 4

    Divida as responsabilidades de forma justa no relacionamento. Algumas vezes, quando os cônjuges não conseguem motivar um ao outro, eles se tornam indecisos como resultado. Essa indecisão tenta os homens e mulheres a abandonarem responsabilidades importantes em um relacionamento. Completar tarefas simples, como lavar a roupa, pode acabar sendo difícil. Para progredir em um relacionamento, uma esposa deve aprender tanto a aceitar certas responsabilidades, quanto a negar outras. Por exemplo, se um marido é responsável por trazer para casa o salário, ela não deve se sentir culpada caso ele perca uma grande parte desse pagamento bebendo e jogando.

  5. 5

    Faça com que outras pessoas se envolvam. Vítimas de abuso verbal podem hesitar em buscar ajuda, considerando o abuso verbal menos sério do que o abuso físico. Porém, qualquer tipo de abuso cria desigualdade em uma relação. Terapia em casal pode funcionar para corrigir alguns dos problemas mais profundos até chegar à raiz do abuso verbal. Como alternativa, família ou amigos podem ajudar a abordar a questão do abuso verbal. Outros podem estar de prontidão, prontos para falar caso sejam chamados para fazer isso. Porém, se você decidir envolver outras pessoas, certifique-se de que não vai apenas concentrar mais fofoca sobre o comportamento do marido. Em vez disso, convide-os para simplesmente assumirem uma postura inflexível contra o comportamento da pessoa que está sendo abusiva.

Dicas & Advertências

  • Esteja ciente dos efeitos que o abuso verbal possa estar tendo sobre as crianças. Tenha a coragem de protegê-los, mesmo se você estiver tendo dificuldade de reunir a coragem necessária para proteger a si mesma.
  • Ameaças de morte são mais do que apenas abuso verbal, elas devem ser levadas a sério. Se o conjugue a ameaça desta maneira, você tem todo o direito de se proteger dando entrada em uma ordem de restrição.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível