×
Loading ...

Como determinar se uma lula é fêmea ou macho?

Atualizado em 17 abril, 2017

A lula é um molusco (como os mariscos e as ostras) com formato de charuto e sem a concha externa. Considerada a espécie mais inteligente da família dos cefalópodes, que inclui o polvo, o náutilo e o choco, a lula tem um cérebro grande, oito braços e dois tentáculos, um saco de tinta, um jato de água, dois olhos enormes complexos e três corações. Existem mais de 300 tipos de lulas, desde a lula de água rasa de 2,5 cm até a lula-gigante, que vive em águas a 180 metros de profundidade. Determinar o gênero de uma lula pode ser difícil, mas existem diversos aspectos fisiológicos e comportamentais que podem ajudar nesse desafio.

Instruções

Na hora de determinar o gênero de uma lula, é importante observar o seu comportamento além de identificar suas características físicas (Comstock Images/Comstock/Getty Images)
  1. Preste atenção nos estágios de desenvolvimento da lula. Quando as lulas são jovens ou estão nos primeiros anos da vida adulta, é impossível diferenciar as fêmeas dos machos. Conforme elas amadurecem, as mudanças na anatomia irão incluir o aparecimento de características externas e internas femininas ou masculinas.

    Loading...
  2. Observe o tamanho e o formato da lula. Apesar das características físicas que indicam o sexo de uma lula serem completamente internas, os machos são maiores e mais pesados do que as fêmeas.

  3. Observe o comportamento da lula durante a temporada de acasalamento. Próximo do amanhecer, um grupo grande de machos se reúne e nada em círculo sobre a área de acasalamento. As fêmeas assistem essa demonstração de prontidão para o acasalamento e eventualmente uma fêmea se junta ao macho escolhido e eles fazem um tipo de nado elíptico. Esse comportamento continua durante todo o dia, intercalados com episódios onde um macho e uma fêmea descem até o chão no fundo do mar e acasalam, nem sempre mantendo o mesmo parceiro todas as vezes.

  4. Observe o acasalamento e a colocação dos ovos. O macho usa um braço especializado ou um pênis para depositar o esperma na fêmea. Em ambos os casos, o esperma está envolto em uma cápsula chamada espermatóforo, que é empurrada ou depositada na fêmea. Alguns dos machos de lula nadam lentamente ao redor da fêmea para atraí-la, enquanto outros, chamados de "sorrateiros", avançam em direção à fêmea, depositam as cápsulas de esperma e nadam para longe, tudo isso em seis segundos. Os machos maiores geralmente acompanham a fêmea até um local apropriado, onde ela possa fixar o seu "dedo-óvulo" fertilizado (que contém em torno de 100 ovos) no terreno.

  5. Faça uma dissecação. A lula é um dos organismos favoritos das aulas de biologia em laboratório, pois ela apresenta estruturas anatômicas únicas e que os alunos podem achar interessantes. Uma vez que o manto (corpo) é aberto com uma fenda, você é capaz de ver se uma lula é macho ou fêmea. As fêmeas tem glândulas nidamentais brancas ou translúcidas quando jovens, e ovários e tubas uterinas que vão de marrom-amareladas a laranja quando adultas. Os machos apresentam um complexo espermatofítico que é preenchido por espermatóforos conforme ele chega a idade adulta.

Loading...

Dicas

  • Se você tiver a oportunidade de dissecar uma lula, remova com cuidado a caneta (estrutura interna de enrijecimento) e o saco de tinta. Você poderá mergulha-la tinta e escrever ou desenhar em um papel.

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...