×
Loading ...

Como determinar a velocidade na investigação de um acidente?

Investigadores de acidentes são contratados por companhias de seguro para calcular a média de velocidade durante colisões de veículos, reconstruir o acidente e entrevistar testemunhas e motoristas sob juramento. Calcular essa média envolve medir as marcas de derrapadas dos pneus e calcular a velocidade de cada veículo envolvido no acidente. Fórmulas matemáticas auxiliam os investigadores, que incluem variáveis como proporção de peso e a velocidade de impacto de cada veículo. Quando há ferimentos, a constatação da média de velocidade é informação crucial para o processamento de pedidos de ativação do seguro.

Instruções

Marcas de pneus são usadas para determinar a média de velocidade (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)
  1. Meça a distância das marcas de pneus. Essas marcas são causadas por pneus que travam e são arrastados, criando marcas distintas no pavimento das rodovias. Essa distância é marcada a partir do início da marca, que pode parecer leve se dois pneus travam, e escurece progressivamente à medida que os outros pneus travam. A média da distância nas marcas de pneu é determinada calculando a distância de cada pneu e, então, dividindo esse número por quatro.

    Loading...
    Neve e gelo na pista são levados em consideração quando se determina a média de velocidade (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)
  2. Calcule o coeficiente de atrito. Materiais usados para pavimentar estradas variam, e incluem asfalto, brita, cimento e a presença de gelo. Cada material tem um coeficiente de atrito de determinado valor associado a ele, que é usado para calcular a velocidade durante batidas. O valor do asfalto é 0,5 a 0,9, brita tem um valor de 0,4 a 0,8, gelo tem um valor de 0,1 a 0,25. Para determinar a velocidade, os valores corretos devem ser usados pelos investigadores de acidentes na equação final.

    O material usado na pavimentação das estradas é um fator na formulação da média de velocidade (Thomas Northcut/Photodisc/Getty Images)
  3. Determine a eficiência dos freios de cada pneu. Se um veículo freia uniformemente, então quatro marcas de pneus distintas serão visíveis. O valor da porcentagem para a eficiência dos freios nesse cenário é de 100%. Se as marcas de pneu foram deixadas apenas pelos pneus dianteiros, então a eficiência é classificada como 40% efetiva. Veículos com tração traseira assumem uma média de 30% para cada uma das rodas dianteiras e um adicional de 20% para cada roda traseira que trava e deixa uma marca na pista.

    A eficiência dos freios de um veículo será evidente no número de marcas deixadas na pista (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)
  4. Formule a média de velocidade. As variáveis acima são inseridas em uma equação para determinar a média de velocidade. A equação determina: Velocidade = raiz quadrada de 30 x comprimento médio x coeficiente de atrito x eficiência dos freios. Aqui está um exemplo dado pela Harris Technical: um carro derrapa até parar, no asfalto, deixando quatro marcas com um comprimento médio de 19,8 m. Testes revelam um coeficiente de atrito igual a 0,75. Considerando que todas as quatro rodas brecaram apropriadamente, a eficiência dos freios foi de 100%. Insira os valores na fórmula e uma velocidade de 59 km/h é determinada. Existem calculadoras online que oferecem assistência matemática aos investigadores de acidentes, e tabelas com velocidades gerais baseadas em diferentes variáveis estão também disponíveis.

    Investigadores de acidentes calculam a média de velocidade através de equações matemáticas (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)
  5. Entreviste testemunhas. Os investigadores de acidentes entrevistam testemunhas sob juramento. Durante essas entrevistas o investigador perguntará ao motorista em questão, quando possível, a média de velocidade em que se encontrava no momento do acidente. Testemunhas podem também fornecer informações sobre velocidade, como ela é estimada, dada o ponto de vantagem desses observadores durante o acidente. Essas informações ajudam os investigadores a reconstruírem a cena do acidente e reafirmar a média de velocidade durante o acidente.

    Entrevistas com testemunhas são gravadas, e cópias são enviadas para as seguradoras (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)
Loading...

O que você precisa

  • Fita métrica

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...