Mais
×

O que eu devo fazer se o meu cachorro comer bicarbonato de sódio

Atualizado em 23 março, 2017

Muitos donos de cachorro já ouviram que o chocolate é perigoso para seus animais, mas há uma ampla variedade de outros alimentos e ingredientes à espreita em seu armário, despensa e refrigerador que podem causar envenenamento em seu cão. O bicarbonato de sódio, por exemplo, é altamente tóxico ao animal, sendo que sua ingestão requer atenção imediata.

Proteja seu melhor amigo de alimentos potencialmente tóxicos (Comstock Images/Comstock/Getty Images)

Perigos

Tanto o bicarbonato de sódio quanto o fermento em pó, agentes comumente utilizados para fermentação em receitas caseiras, são extremamente perigosos quando ingeridos por seu cão. O bicarbonato de sódio, presente em ambos os fermentos, pode causar espasmos musculares, insuficiência cardíaca ou levar a níveis anormais de eletrólitos, como o potássio e o cálcio, na corrente sanguínea de seu seu cachorro.

Ações imediatas

Se o seu cachorro comeu bicarbonato de sódio ou se você suspeita que ele tenha ingerido essa substância, contate um veterinário imediatamente. Caso seja após o horário de expediente, procure pelo número de emergência de seu profissional, os horários de atendimento da clínica ou por algum outro local, como um centro de controle de animais (zoonoses), algum centro de envenenamento ou disque 193. O tempo é crucial para salvar a vida de seu cão, então não demore a buscar ajuda.

Primeiros socorros

Alimente seu cachorro com uma colher de chá de peróxido de hidrogênio a cada 4,5 kg do peso de seu mascote -- por exemplo, para um cão pesando 9 kg dê-lhe 2 colheres de chá da substância. Isso induzirá o vômito para remover o bicarbonato de sódio não digerido e recentemente consumido. Você ainda deverá acionar ajudar médica para seu animal; nunca induza o vômito se seu cão possuir problemas respiratórios, estiver inconsciente ou possua irregularidade nos batimentos cardíacos.

Prevenção

Sempre mantenha o bicarbonato de sódio, o fermento em pó e outros alimentos ou substâncias tóxicas em prateleiras acima do alcance de seu cachorro na despensa, em um armário ou em um gabinete que feche firmemente. Corrija imediatamente alguns comportamentos do cão, como invadir despensas, o refrigerador ou sua lixeira. Ensine as crianças sobre os alimentos e o ingredientes que podem ser tóxicos ao seu mascote.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article