Mais
×

Dez hábitos que engordam

George Doyle/Stockbyte/Getty Images

Introdução

É possível emagrecer e manter o corpo em dia, com uma dieta balanceada e exercícios físicos. Mas, às vezes, mesmo acreditando estar seguindo uma boa alimentação, você pode ver o ponteiro da balança subir ou, pelo menos, teimar em descer. Isso acontece porque cultivamos hábitos que boicotam nosso equilíbrio alimentar e boa forma. Confira os dez hábitos que fazem você engordar e fuja deles.

Ryan McVay/Photodisc/Getty Images

Beliscar nos horários de lanche

Nutricionistas e médicos ensinam que as refeições têm de ser fracionadas. Assim, você chega ao almoço e jantar sem muita fome e ingere menos comida. Mas fracionar significa comer em mais vezes alimentos saudáveis. Evite beliscar ao longo do dia, especialmente apelar para bolachas, pães e doces. Se a fome apertar, busque as opções magras, como queijo branco e uma torrada, uma fruta ou suco natural. E, nas refeições, seja nas principais ou nos lanches da manhã e tarde, abuse de saladas e legumes, que dão a sensação de saciedade.

Visage/Stockbyte/Getty Images

Tomar líquidos durante as refeições

É um hábito geralmente comum acompanhar as refeições com um copo de suco ou refrigerante. Mesmo que o suco seja natural e o refrigerante diet, o hábito é nocivo à sua dieta. Quando você toma líquido enquanto come, seu estômago se dilata e, com isso, você come mais. Além disso, o suco ou refrigerante atrapalha a digestão. Tente esperar duas horas antes de tomar um líquido após o almoço, de preferência. E, se possível, dê preferência à água. Lembre-se de tomar dois litros de água por dia para manter seu metabolismo (e o peso) em dia.

Jupiterimages/Polka Dot/Getty Images

Pular refeições

Se você pula uma refeição com o intuito de emagrecer, está, na verdade, atrapalhando a sua própria dieta e boicotando seu regime. Se você chegar à refeição principal, seja o almoço ou o jantar, com muita fome, vai comer rápido e em maior quantidade. Por esta razão, faça um lanche pela manhã e outro à tarde, comendo uma fruta, tomando um suco ou um iogurte. É importante que você sinta prazer durante as refeições e não coma nem com estresse nem chegue à mesa com aquela fome incontrolável.

Stockbyte/Stockbyte/Getty Images

Comer muito rápido

Com o estresse e a correria, muitos chegam ao almoço com os minutos contados e nem prestam atenção ao que estão comendo. É importante mastigar os alimentos e comer com calma. Desta forma, você desfruta este momento e encara a comida como algo benéfico. Mastigando bem, você também come porções menores. E dá ao seu organismo o tempo que ele precisa para perceber que está saciado. Outra dica é não fazer outra atividade enquanto você come, como mexer no celular ou responder e-mails.

BananaStock/BananaStock/Getty Images

Compensar frustrações com comida

Quem nunca pensou que um dia difícil deveria ser recompensado com um brigadeiro? Ou que, depois da briga com a melhor amiga, apenas um lanche gigantesco poderia deixá-la se sentindo melhor? Não caia nesta armadilha. Quem busca conforto na comida para resolver problemas emocionais têm sérias chances de ganhar alguns quilos a mais. Sempre haverá problemas e é preciso encontrar uma forma de lidar com eles que não faça com que você se descabele ao subir na balança. Já pensou em dar uma caminhada para relaxar cada vez que você se sentir triste?

Jupiterimages/Pixland/Getty Images

Fast food e congelados

Mais uma vez, o estresse e a falta de tempo contribuem para uma vida menos saudável e a chance de você ver os ponteiros da balança apenas em uma direção: para cima. Com a correria, quem nunca chegou em casa e devorou uma lasanha congelada, uma pizza pronta ou um prato de miojo? Além de altamente calóricos, estes alimentos também contêm muito sódio, que é prejudicial à saúde. Procure preparar a sua própria comida. Você pode deixar porções congeladas para ir comendo ao longo da semana. Mas, em vez da lasanha industrializada, um prato light e saudável.

BananaStock/BananaStock/Getty Images

Comer muito à noite

Este é outro costume comum a muitos brasileiros: fazer uma boquinha antes de ir para a cama. O problema é que nosso metabolismo é mais acelerado ao longo do dia e, à noite, vai diminuindo para que o organismo repouse. Todas as atividades do nosso corpo desaceleram, como a digestão. Portanto, evite alimentos pesados durante a noite, como massas, pizzas e lanches. Prefira um jantar mais leve como uma sopa de legumes. Além de engordar, o hábito de comer à noite também pode provocar insônia ou um sono cheio de sobressaltos.

George Doyle/Stockbyte/Getty Images

Comer enquanto faz outra atividade

Se você não presta atenção ao que consome, mas sim ao jornal ou à reunião de que participa ou ainda à sua série preferida de tevê, seu corpo não perceberá o alimento que está ingerindo. Ele não terá a memória do que você comeu. E, mais uma vez, você pode não dar ao seu corpo o tempo de que ele precisa para saber que está saciado. Lembre-se daquela ordem das mães e avós de que lugar de comer é na mesa, em silêncio, e não na frente da televisão. Pois é, elas continuam certas até hoje.

Adam Gault/Digital Vision/Getty Images

Não fazer exercícios

É verdade que você já se inscreveu na academia diversas vezes, já pagou muitos meses, mas não consegue manter uma rotina regular de exercícios. Porém, a prática de exercícios físicos é necessária para o seu bem estar. Faça caminhadas de meia hora pelo menos três vezes por semana e você já sentirá uma melhora na sua qualidade de vida. Vai notar também que, como está se exercitando, será mais fácil falar não para um chocolate. “Não vale a pena perder aquela uma hora de caminhada por apenas um bombom.”

Creatas Images/Creatas/Getty Images

Viver estressado

O estresse causa diversas alterações no organismo, como a elevação das taxas de insulina e cortisol. Com isso, você pode ter o apetite aumentado e vai sair por aí tentando saciá-lo de toda forma. Se tentar combater o estresse com uma guloseima, seu cérebro vai entender que, para acabar com o problema, basta um docinho. E você entrará em um círculo vicioso. Busque uma vida mais tranquila e saudável e faça exercícios físicos. Eles não apenas vão contribuir para a perda de calorias, mas também lhe darão a sensação de prazer e o relaxamento capazes de combater o estresse.