Diabetes animal: nível de tolerância à glicose em cães

Escrito por tracy hodge | Traduzido por daniel tamayo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Diabetes animal: nível de tolerância à glicose em cães
O nível de glicose de um cão flutua constantemente (two dogs image by Bruce Amos from Fotolia.com)

A diabetes é uma doença que pode afetar os cães, assim como os humanos. O nível de glicose do cão flutua constantemente e pode ser afetado por sua dieta, pelos requerimentos individuais do animal e pelos exercícios, de acordo com o site K9diabetes.com. Existem testes diagnósticos que podem ser feitos pelo veterinário para determinar o nível de tolerância à glicose do cão.

Outras pessoas estão lendo

Identificação

A glicose é um açúcar feito pelo corpo a partir dos alimentos ingeridos pelo cão. Ela é levada pela corrente sanguínea, para fornecer energia ao corpo. As células do corpo canino não podem usar a glicose sem insulina, um hormônio natural feito pelo pâncreas e que controla os níveis de glicose no sangue, de acordo com o MedicineNet.com.

Níveis de glicose

Os níveis de glicose nos cães são parecidos com os dos humanos, de acordo com o K9diabetes.com. Um cão com nível normal de açúcar no sangue terá níveis de glicose entre 75 e 120 mg/dL (miligrama por decilitro). Os cães com níveis abaixo de 80 mg/dL são considerados hipoglicêmicos (pouco açúcar no sangue). Níveis abaixo de 60 mg/dL são considerados críticos e precisam de atenção médica urgente. Níveis mais altos, acima de 180 mg/dL, farão que o cão excrete glicose na urina. Esses cães são considerados diabéticos e podem precisar da ajuda de injeções de insulina para manter o nível de glicose normal.

Tolerância à glicose

A tolerância à glicose pode variar de cão para cão. Níveis de glicose altos são desconfortáveis para o cão e podem danificar seu corpo depois de um período longo de tempo, de acordo com o K9diabetes.com. Níveis de glicose que se tornaram muito altos podem levar à uma condição de risco de vida chamada cetoacidose. Níveis baixos também são sérios. Um nível baixo de glicose pode privar o cérebro do cão do oxigênio necessário para se manter vivo.

Controlando os níveis de glicose

Para cães que precisam de ajuda para controlar os níveis de glicose, é importante consultar um veterinário. Um teste da curva de glicose pode ajudar a determinar o nível apropriado para seu cão. De acordo com o PetPlace.com, o teste da curva de glicose demanda uma série de testes da glicose no sangue em um período de 24 horas. O resultado ajuda a determinar a dosagem apropriada de insulina para o cão. Se os níveis de glicose se mantiverem altos durante o teste, mesmo com a insulina, essa dosagem deve ser aumentada. Se o nível for baixo, a dose deve ser diminuída.

Considerações

Cada cão tem um nível de tolerância à glicose diferente. Porém, é importante monitorar os níveis de glicose do seu cão, especialmente se ele foi diagnosticado como hipoglicêmico ou diabético. Isso é especialmente importante para cães que ficam sozinhos durante o dia. O nível de glicose ideal para o cão não deve ficar abaixo de 100 mg/dL nem acima de 150 mg/dL.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível