Como diagnosticar uma correia dentada gasta

Escrito por chris stevenson | Traduzido por valeria jardim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como diagnosticar uma correia dentada gasta
Uma correia dentada gasta pode fornecer uma série de avisos (racing racing car on a white background image by Christophe Fouquin from Fotolia.com)

A correia dentada tem a importante tarefa de sincronizar a rotação do virabrequim com os comandos de válvula. Essa conexão direta proporciona a sincronização das válvulas durante suas sequências de abertura e fechamento. Sem a sincronização precisa que uma boa correia dentada em boas condições de funcionamento proporciona, a ignição e o comando de válvulas não realizam as sequências de forma precisa para completar um curso de combustão de quatro ciclos. A correia dentada envia uma série de avisos antes de falhar completamente. Um dono observador pode detectar esses avisos prestando atenção a algumas peculiaridades que afetarão a partida do motor e o desempenho.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Conjunto de soquetes
  • Chave catraca de soquete
  • Pistola de ponto de ignição
  • Panos
  • Refletor
  • Giz

Lista completaMinimizar

Instruções

    Verificação da correia dentada gasta

  1. 1

    Abra o capô. Coloque o veículo estacionado com freio de mão puxado. Ligue o motor, mas certifique-se de que a bateria esteja completamente carregada e funcionando com o máximo de desempenho. Observe a velocidade com a qual o motor tenta ligar comparando-a com uma condição normal de partida. Um motor com uma correia dentada gasta mostrará sinais de arranque muito lentos e preguiçosos. Isso acontece porque a sequência de disparo está atrasada devido a uma correia gasta, a qual saltou um dente. A correia que saltou dois ou mais dentes pode nem dar a partida no veículo.

  2. 2

    Ouça os ruídos anormais do motor, com o motor em marcha lenta, nas proximidades da tampa da correia dentada. A correia que saltou afrouxa e, às vezes, pode sacudir durante a partida a frio ou ponto motor, ou pode produzir um ruído chicoteador ou de raspagem. As correias soltas normalmente batem contra o interior da tampa da correia dentada. Um motor em funcionamento irregular pode acompanhar tais ruídos.

  3. 3

    Dirija o veículo e, enquanto acelera lentamente, tente ouvir qualquer ruído de explosões vindo do escapamento (estouros). Tente uma aceleração rápida e procure por falhas e explosões no escapamento. Qualquer um dos dois sintomas significa que a sequência de temporização da correia mudou. Às vezes, um som de chocalho, falha e explosões do escapamento virão todos juntos -- um sinal claro de que a correia dentada está gasta e mudou de posição.

  4. 4

    Estacione o carro. Puxe o freio de mão. Localize as marcas de sincronismo em seu veículo. Elas aparecem na polia do virabrequim e em uma pequena haste de metal ligada ao bloco do motor logo acima. Use um pano para limpar todas as marcas de sujeira e óleo. Procure por suas especificações de sincronização no manual do proprietário. Use giz para marcar a graduação da polia e do bloco. Ligue a pistola de ponto de ignição no cilindro número um e ligue o motor. Aponte a pistola de ponto de ignição para as marcas. Se as marcas de sincronização não chegarem perto de alinhamento ou você não observar qualquer alinhamento, isso significa que a correia dentada está gasta e mudou de posição.

  5. 5

    Localize a parte de cima da tampa da correia dentada. Alguns veículos têm placas de inspeção pequenas que permitem que você as remova para verificar a condição da correia dentada e do tensor. Retire os parafusos da placa com a chave catraca e um soquete apropriado. Segure um forte refletor sobre a abertura. Examine a correia e veja se ela está inclinada com uma folga ou se as almofadas sobre o tensor já estão desgastadas. Às vezes, os tensores travam e não fornecem a pressão correta contra a correia. A correia frouxa significa que o tensor está com problema.

Dicas & Advertências

  • Continuar a dirigir o seu veículo com uma correia dentada gasta pode danificar os principais componentes do motor, como os pistões, eixos e válvulas. Procure consertar imediatamente após o diagnóstico.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível