Mais
×

Como diagnosticar febre em um gato

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

Os gatos não conseguem nos dizer quando não estão se sentindo bem, então observar sinais de possíveis doenças é responsabilidade daqueles que são responsáveis por eles. A febre no gato pode ocorrer por vários motivos, incluindo infecções, vírus ou parasitas. Saber os sinais pode ajudar você a chegar à raiz do problema e ajudar seu gato a se sentir melhor.

Instruções

A alteração no apetite é um dos sinais de que seu gatinho pode estar com febre (Martin Poole/Photodisc/Getty Images)
  1. Observe se seu gato exibe sinais de que está doente. Normalmente, um gato com febre fica mais letárgico que o normal e tem seu apetite alterado. Saber o nível de energia e as características de seu gato ajuda a determinar se ele está agindo diferente. Outros sinais de infecção incluem calafrios, respiração ofegante e sensibilidade ao toque.

  2. Tire a temperatura retal de seu gato com um termômetro digital lubrificado. A temperatura normal de um gato é entre 38 e 39ºC. Quando o tempo está quente, um gato estressado pode atingir uma temperatura de 39,5ºC. Qualquer valor acima do normal deve ser observado com cuidado.

  3. Certifique-se de que seu gato não está ferido ou machucado, pois uma ferida infeccionada pode causar febre. Da mesma forma, se seu gato foi recentemente esterilizado ou castrado e a cicatriz ainda não está normal, a incisão pode estar infectada.

  4. Saiba o histórico médico de seu gato. Um teste de FCoV pode dizer se seu gato é portador da peritonite infecciosa felina, ou PIF. Estudos mostram que muitos gatos são portadores da doença, e ela pode causar febre em filhotes, gatos idosos ou os que estiverem com o sistema imunológico comprometido.

  5. Leve seu gato ao veterinário. Ele poderá diagnosticar se seu gato está ou não com febre. Se estiver, ele pode começar o tratamento apropriado para ajudar seu animal e prevenir que ele desidrate.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article