Mais
×

Como diagnosticar o nível de testosterona reduzido

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

A testosterona, o hormônio sexual masculino mais importante, controla o crescimento físico e sexual e afeta a produção de espermatozoides e o desempenho sexual. Uma diminuição nos níveis de testosterona pode facilmente passar despercebida, pois os sintomas variam muito, especialmente com a idade. A FDA informa que de 20 a 50% dos homens saudáveis, entre as idades de 50 e 70 anos, têm níveis de testosterona reduzidos. Siga esses passos para diagnosticar o problema.

Instruções

Diagnóstico de testosterona reduzida
  1. Comece o diagnóstico com um simples questionário que ajuda a determinar se você tem níveis baixos de testosterona. Os mais comuns são o ADAM e o AMS.

  2. Consulte um clínico geral caso suspeite de possível queda dos níveis de testosterona. Normalmente, ele pode fazer o diagnóstico ou encaminhá-lo para um endocrinologista ou urologista.

  3. Forneça ao clínico o seu histórico médico, incluindo problemas de saúde em geral, histórico familiar e saúde sexual. Haverá perguntas específicas sobre interesse e atividade sexual, bem como sobre quaisquer problemas ou mudanças que tiver notado.

  4. Informe ao médico se tiver qualquer um dos seguintes sintomas que podem indicar níveis baixos de testosterona: problemas de ereção, diminuição da atividade sexual ou de interesse em sexo, pelos corporais e espessura da pele reduzidos, problemas de sono, perda de energia, perda de memória, menor capacidade intelectual, irritabilidade ou depressão.

  5. Permita que o seu médico realize um exame físico completo, incluindo medição da pressão arterial e frequência cardíaca, além de um exame de seus testículos, escroto e pênis.

  6. Faça um exame de sangue para medir o nível de testosterona, caso seja recomendado pelo médico. Você deve fazer o exame entre oito e nove horas da manhã, quando os níveis de testosterona estão mais altos, já que eles diminuem durante o dia. Um valor normal de testosterona vai de 300 a 1000 ng/dl.

  7. Faça outros exames de sangue caso seus níveis de testosterona estejam baixos. O médico pode solicitar exames de FSH, LH e prolactina. Esses resultados dão uma visão global mais clara do seu estado hormonal.

Dicas

  • Se você começar o tratamento com suplementos de testosterona, é importante que o médico faça exames para descartar câncer de próstata. Após o início do tratamento, esse exame deve ser repetido dentro de seis semanas, três meses, seis meses e, depois disso, anualmente.
  • Algumas condições médicas podem causar diminuição da testosterona, por exemplo: asma, colesterol elevado ou problemas no hipotálamo ou na hipófise.
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article