Como diagramar uma ficha de consulta médica

Escrito por gail cohen | Traduzido por bruno belli sinder
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como diagramar uma ficha de consulta médica
Diagramar uma ficha de consulta não é difícil depois que se entende sua função e importância (child medical consent form image by Keith Frith from Fotolia.com)

Conforme a complexidade da medicina aumenta, cresce também a necessidade de os médicos comunicarem informações com clareza, especialmente quando são informações mandadas a um especialista para um tratamento aprofundado. No passado, esse tipo de comunicação se dava pelo telefone; um médico ligava para o outro e os dois conversavam. Hoje em dia, é muito mais provável que isso se dê por uma ficha de consulta, então, busque praticidade, simplicidade e funcionalidade ao diagramar a sua.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Computador
  • Editor de texto ou programa de diagramação

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Entenda a função de uma ficha de consulta médica. Esse documento detalha o estado de saúde de um paciente do ponto de vista do médico que a atendeu, requisita avaliação adicional dos sintomas por um especialista e indica o que ele deve investigar -- tudo em uma ou duas páginas.

  2. 2

    Examine formatos que outros designers usaram ao fazer o documento (veja a Cruz Vermelha em Leitura Adicional) para que você tenha uma referência para começar. Avalie estilo e tamanho da fonte, campos e layout. Pegue elementos que possam ser adaptados para o seu uso.

  3. 3

    Ligue o computador e abra um documento em retrato com tamanho carta (215,9 mm x 279,4 mm) em um programa de diagramação ou editor de texto. Ajuste as margens para 4,2 mm para aproveitar ao máximo a área, especialmente se você planejar guardar o modelo e imprimir conforme houver necessidade.

  4. 4

    Escolhe uma fonte de fácil leitura. Evite cursivas e decorativas -- prefira fontes com serifa como Times New Roman, Palatino ou Georgia. Se você precisar usar uma fonte sem serifa, escolha Arial ou Helvetica Narrow (se quiser aproveitar o espaço ao máximo).

  5. 5

    Crie uma caixa de texto para informações sobre a clínica. Coloque o nome, endereço, fax, e-mail e site. Deixe uma linha em branco para que o médico coloque seu nome se mais de um profissional for usar a ficha. Deixe também espaço para números de identificação internos para permitir o acompanhamento de orários ou recibos.

  6. 6

    Arraste uma segunda caixa de texto abaixo da primeira. Desenhe uma série de linhas para os dados do paciente. Escreva estes subtítulos: nome do paciente, gênero, data de nascimento, endereço, telefone e nome do médico principal (se diferente do que está preenchendo a ficha) e deixe também campos para os sinais vitais -- pulsação, pressão, temperatura e peso, além dos medicamentos que o paciente toma. Na parte inferior, deixe um espaço para que o médico escreva seu diagnóstico, pensamentos e recomendações.

  7. 7

    Avalie a aparência de sua ficha depois que tiver preenchido todos os dados. Ajuste o tamanho da fonte, as entrelinhas e o kerning. Deixe o máximo de espaço em branco possível para aumentar a legibilidade. Assim, todos acharão sua ficha fácil de usar e distribuir em todas as consultas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível