Dicas para aliviar dores no pescoço e nos ombros

Escrito por lee mason | Traduzido por maria cristina marques
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Dicas para aliviar dores no pescoço e nos ombros
A causa para dores no pescoço e nos ombros varia de stress e má postura até lesões e transtornos graves (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Muitas pessoas terão algum tipo de dor no pescoço pelo menos uma vez na vida. A causa para dores no pescoço e nos ombros varia de stress e má postura até lesões e transtornos graves. É importante consultar o seu médico caso você tenha dores no pescoço ou nos ombros por muito tempo, sem nenhum tipo de alívio ou melhora.

Outras pessoas estão lendo

Superando a rigidez

A maioria das pessoas experimenta dor no pescoço e ombro por causa da má postura. Debruçar sobre uma mesa ou ficar de pé por longos períodos de tempo, junto ao estresse, é uma das causas mais comuns de dor no pescoço. Se estiver sentindo dor e rigidez no pescoço ou nos ombros, levante-se e faça alongamento. Levante os braços acima da cabeça e gire o pescoço em pequenos círculos. Girar os braços também ajudará a liberar a tensão em ambos os locais. Verifique a sua postura para se certificar de que você não esteja se curvando ou jogado. Também se dê oportunidades amplas de descanso, onde você possa se deitar ou sentar-se confortavelmente.

Reduzindo a dor

Pode ser necessário mais do que apenas alongamentos e períodos de descanso para reduzir a dor. Você pode usar analgésicos ou anti-inflamatórios de venda livre, como o ibuprofeno ou paracetamol, e pode recorrer aos cremes ou géis desportivos com mentol e cânfora, que penetram nos músculos para ajudar a liberar a tensão. Gelo e calor também são métodos eficazes para reduzir a dor. O gelo ajudará a reduzir qualquer inchaço que possa estar causando tensão e dor de lesões leves, enquanto o calor relaxa e afrouxa os músculos. Use o calor com precaução, contudo, pois ele pode aumentar a inflamação.

Dor persistente

Se a sua dor durar mais que algumas semanas e não houver sinais de problemas de espinha mais graves, o seu médico pode prescrever um período de fisioterapia. O objetivo seria usar exercícios e alongamentos para melhorar a força e a resistência dos músculos. A estimulação elétrica do nervo pode ajudar a aliviar a dor. Algumas pessoas com artrite crônica ou problemas em torno da coluna vertebral podem se beneficiar de injeções de cortisona. Se os medicamentos de venda livre não proverem alívio, seu médico pode prescrever relaxantes musculares mais fortes ou analgésicos opioides.

Casos graves podem exigir a imobilização ou tração, para ajudar a apoiar e puxar os músculos, causando o alívio. Em casos raros a cirurgia pode ser necessária, se houver compressão na medula espinhal ou nervos circundantes.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível