×
Loading ...

Dicas práticas para conseguir uma boa babá

George Marks/Retrofile/Getty Images

Introdução

Escolher uma pessoa para tomar conta de seu filho não é uma tarefa fácil. Mais do que confiança, é preciso ter certeza de que a babá vai cuidar muito bem da criança. Muitas vezes, ter jeito, cuidado, paciência e vocação para lidar com os pequenos vale mais do que a experiência profissional. Isso porque você precisa de alguém que se dedique de verdade e que dê carinho ao seu pimpolho quando não estiver por perto. Confira nossas dicas para escolher uma boa babá e deixar seu bebê em boas mãos.

SW Productions/Brand X Pictures/Getty Images

Pesquisa prévia

Para saber se a candidata ao posto de babá é confiável, faça uma pesquisa sobre a índole e o histórico da babá. Infelizmente, muitos candidatos mentem na hora de conseguir emprego. De acordo com uma pesquisa realizada pela Kanguruh, uma rede responsável por contratações de babás em todo o Brasil, 28% das candidatas ao posto mentêm durante a entrevista. Por isso, é importante que você tenha referências positivas sobre o profissional. É direito do empregador pedir informações, como um atestado de antecedentes criminais, por exemplo.

Jupiterimages/Comstock/Getty Images

Entrevista cuidadosa

Na hora de conversar com a candidata, faça uma entrevista cuidadosa e sem pressa. Atente-se ao comportamento da futura babá. Preste bastante atenção às respostas dadas e não se deixe levar pela fala mansa e delicada. Observe também a linguagem corporal durante a entrevista para detectar eventuais mudanças de comportamento ou outros indícios reveladores da mentira. Solicite as informações completas de referências anteriores e entre em contato com os outros empregadores para confirmar a competência, talento e dedicação da candidata. Saiba que nenhum candidato é perfeito. Descubra quais são os pontos fracos da candidata e veja se ela está disposta a melhorar.

David De Lossy/Photodisc/Getty Images

Pesquisas de campo

Geralmente, a candidata a babá também tem filhos. Se esse for o caso de sua candidata, solicite uma visita durante uma tarde qualquer. Uma vez na casa da futura babá, observe como ela trata os próprios filhos. Fique atento ao carinho e atenção que ela dá às crianças. Fique de olho em situações críticas e comuns no dia a dia de um bebê. Veja como ela lida quando as crianças choram ou estão doentes. Se for possível, converse com os vizinhos sobre o comportamento da candidata.

Polka Dot Images/Polka Dot/Getty Images

Experiência profissional

Leve em consideração quaisquer elementos que diferenciem uma candidata das outras. Cursos de capacitação, principalmente relacionados à área de desenvolvimento infantil, higiene e área médica são diferenciais. Saiba se a candidata sabe como aplicar os primeiros socorros no caso de uma emergência. É seu direito solicitar a carteira de trabalho e pedir referências anteriores. Ao mesmo tempo, não confie cegamente em um diploma acadêmico. O principal é saber se a candidata possui os elementos necessários para cuidar de seu pequeno. Muitas vezes, a experiência profissional pode ajudar na decisão final entre duas ou mais candidatas.

Marili Forastieri/Photodisc/Getty Images

A idade do bebê

Para escolher a nova babá, é preciso levar em consideração a faixa etária do bebê. Isso porque cada idade inspira cuidados e demandas diferentes. Crianças recém-nascidas, por exemplo, exigem babás calmas e tranquilas. Já os pequenos de até três anos precisam ser cuidados por alguém com bastante energia e disposição para aguentar a bateria deles, que demora a se esgotar. Além disso, nessa faixa etária, é preciso que a imaginação dos pequenos seja estimulada com brincadeiras, desenhos de colorir, quebra-cabeças e palavras cruzadas, jogos que estimulem o desenvolvimento cognitivo infantil.

Visage/Stockbyte/Getty Images

Princípios de educação

Para evitar desgastes desnecessários entre você e a futura babá, tire todas as dúvidas acerca dos princípios de educação em que a candidata acredita. Para haver sintonia, é preciso que as práticas educacionais dela sejam semelhantes às suas. É preciso entrar em acordo para definir limites e horários, assim como para impor certa autoridade quando necessário. O melhor relacionamento profissional entre babá e empregador é baseado na cooperação. Afinal, ela está ali para ajudar na educação e cuidados básicos do seu filho.

Visage/Stockbyte/Getty Images

Linguagem adequada

Um ponto fundamental na educação de qualquer bebê é a linguagem utilizada para se comunicar com ele. Fique atento ao modo de falar da candidata. Isso não significa necessariamente a exigência de uma profissional extremamente culta no que diz respeito ao uso da língua portuguesa. Mas, de preferência, a babá deve ter um cuidado necessário com a linguagem utilizada na hora de lidar com crianças. Afinal de contas, um dos meios de aprendizado infantil é por meio da repetição das palavras utilizadas pelos adultos. Rejeite imediatamente a candidata que usar termos ofensivos. Você certamente não vai querer seu filho próximo a pessoas que falam palavrões, mesmo que ditos de maneira ingênua.

Jupiterimages/Comstock/Getty Images

Acordos

Antes da contratação, converse com a candidata sobre as relações de emprego, como salário pretendido, dias de folga, horas de trabalho, benefícios profissionais (alimentação e transporte), horas extras e soluções para eventuais imprevistos, como faltas. Defina também os hábitos que você exige que sejam respeitados em sua casa, como não fumar e nem consumir bebidas alcoólicas. Tudo deve ser acertado antes para evitar complicações e dores de cabeça depois da contratação. Outro ponto que ajuda a trazer segurança para essa escolha tão difícil é estabelecer um período de adaptação ou testes. Esse tempo pode variar de uma semana a até 15 dias.

Steve Mason/Photodisc/Getty Images

Pesquisas online

Alguns sites especializados em programas de capacitação na área de desenvolvimento infantil podem ajudar na escolha da nova babá. Tratam-se de organizações dedicadas ao cuidado de crianças. Alguns deles possuem listas de profissionais de destaque que merecem sua consideração para o cargo. Um dos sites mais bem avaliados nessa área é Kanguruh (www.kanguruh.com.br), que traz avaliações psicológicas de alguns candidatos. Outro interessante é o Unire Desenvolvimento Humano (www.unire.com.br), especializado em cursos de qualificação profissional. Uma busca cuidadosa por esses sites certamente contribui para a escolha da babá ideal.

D. Anschutz/Digital Vision/Getty Images

Ouça a criança

Depois que a nova babá for contratada e já estiver trabalhando, fique atento ao comportamento de seu filho. É muito importante levar em consideração o que a criança quer. Se ele já tem idade para falar, pergunte sobre a rotina com a nova babá, veja se está gostando das horas que passa com a nova contratada ou se sofre quando a babá se aproxima. Se algo não está indo bem, confie nos pequenos. Infelizmente, casos de má conduta profissional são comuns. Mantenha um canal aberto de comunicação com a babá para corrigir eventuais problemas.