Dicas sobre dar cereal de arroz na mamadeira para bebês ganharem peso

Escrito por juniper russo | Traduzido por leticia vitória
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Dicas sobre dar cereal de arroz na mamadeira para bebês ganharem peso
Alguns pediatras recomendam cereal de arroz para facilitar o ganho de peso nos bebês (milch image by Yvonne Bogdanski from Fotolia.com)

Pediatras raramente recomendam que os pais acrescentem cereais ou outra substância sólida na mamadeira do bebê. De acordo com a American Academy of Pediatrics, quase todos os bebês recebem a nutrição adequada do leite materno ou da fórmula até quatro a seis meses de idade. Nesse ponto do desenvolvimento do bebê, ele está pronto para comer sólidos com uma colher ao invés de engolir de uma mamadeira. Se você decidir dar ao seu filho cereal de arroz em uma mamadeira, algumas dicas podem facilitar o sucesso dessa tarefa.

Outras pessoas estão lendo

Fale com o pediatra de seu bebê

Se você acha que o seu filho se beneficiaria de cereal de arroz em sua mamadeira, agende uma consulta com o pediatra dele. De acordo com Dr. Alan Greene e a American Academy of Pediatrics, o cereal deve apenas ser acrescentado à mamadeira de um bebê como um tratamento recomendado pelo pediatra para ganho adequado de peso, devido a refluxo ou alguma doença digestiva semelhante. Para a grande maioria das crianças, o leite materno deve ser a fonte exclusiva de nutrientes até quatro a seis meses de idade.

Entendendo os riscos

O cereal de arroz na mamadeira de um bebê pode causar muitas complicações. De acordo com Dr. Greene, a introdução prematura de comidas sólidas pode fazer com que o bebê desenvolva alergias alimentares. As crianças que começam a beber fórmulas com cereais antes de quatro meses de idade podem inalar alguma parte do cereal, levando a uma doença no pulmão. Além disso, embora o cereal de arroz possa oferecer uma solução a curto prazo para bebês que precisam ganhar pelo, talvez leve à obesidade a longo prazo. Seu pediatra pode ajudar a pesar os benefícios em potencial da fórmula contra os riscos.

Escolha a mamadeira certa

Algumas mamadeiras são feitas para facilitar o fluxo de fórmula mais grossa. Disponíveis em lojas de bebês, essas mamadeiras têm buracos mais largos na chupeta que não entopem tão facilmente como as comuns. Se você usar uma mamadeira comum, a National Digestive Diseases Information Clearinghouse sugere cortar um buraco no formato de um "x" na chupeta com uma lâmina. Se fizer isso, teste o fluxo do leite com cereal em seu antebraço para garantir que a mistura não está fluindo muito rápido.

Misture apropriadamente

Embora a NDDIC recomende misturar 30 g de cereal de arroz para cada 60 g de fórmula ou leite materno, o pediatra do seu filho pode recomendar que você use mais ou menos dessa quantidade. A quantidade apropriada de cereal dependerá da idade, peso, condição médica e vontade do seu bebê de aceitar a fórmula com cereal. Misture bem para prevenir a formação de bolas.

Auxílio na digestão

Seu filho pode beneficiar-se de uma ajuda extra na digestão, especialmente se ele estiver abaixo do peso por causa de uma doença. Após ter consumido 30 a 60 g de fórmula com cereais, faça-o arrotar batendo gentilmente nas costas durante alguns minutos. Após cada alimentação, segure-o de pé alguns minutos enquanto coloca uma leve pressão em suas costas. A NDDIC declarou que a maioria dos bebês com refluxo devem dormir de costas. No entanto, um pediatra pode recomendar que bebês com sérios problemas digestivos durmam de barriga para baixo. Sempre fale com um especialista antes de mudar a dieta ou os padrões de sono de seu bebê.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível