Dieta para casos de hipoglicemia reativa

Escrito por maura shenker | Traduzido por kelly isayama
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Dieta para casos de hipoglicemia reativa
Fazer refeições pequenas, frequentes ou lanches irá prevenir a hipoglicemia reativa (Goodshoot RF/Goodshoot/Getty Images)

A hipoglicemia reativa difere da hipoglicemia comum porque ela ocorre depois de comer - por volta de uma até três horas depois da refeição, de acordo com a MayoClinic.com. Embora os sintomas sejam os mesmos - fome, dor de cabeça, fadiga, tremores, ansiedade e confusão - tudo se resume ao tempo. Mudanças na dieta geralmente são suficientes para tratar hipoglicemia reativa sem tratamentos médicos adicionais.

Outras pessoas estão lendo

Causas da hipoglicemia reativa

A hipoglicemia reativa não está associada ao diabetes, nem indica uma propensão a essa doença. De acordo com a Universidade de Illinois em Urbana-Champaign, até 30% das mulheres experienciam a hipoglicemia reativa em algum momento da vida. Baixos níveis de açúcar no sangue depois de comer podem ser causados por um desequilíbrio hormonal -- uma falta de glicogênio ou excesso de insulina. Tumores no pâncreas podem causar essa superprodução de insulina. A hipoglicemia reativa também pode ser causada por uma sensibilidade à epinefrina, também conhecida como adrenalina. As pessoas que já tiveram cirurgia de bypass gástrico ou outros procedimentos que interferem na digestão são mais propensas a ter esse tipo raro de hipoglicemia.

Mudanças na dieta para hipoglicemia reativa

Devido ao fato da hipoglicemia reativa não estar relacionada ao diabetes, você não precisa seguir uma dieta diabética. Mas algumas recomendações irão te ajudar a controlar a glicemia. Limitar o açúcar, os carboidratos simples e escolher alimentos ricos em fibras, que retardam a digestão, irão prevenir a hipoglicemia reativa. Coma a cada duas horas para manter um nível estável de glicose disponível. Limite bebidas alcoólicas, que podem desencadear uma queda na glicemia. Certifique-se de comer e beber antes de se exercitar -- atividade física usa glicose e pode rapidamente baixar seus níveis de açúcar no sangue, levando à uma crise hipoglicêmica.

Ideias para refeições

Toda vez que você comer, escolha uma combinação de carboidratos complexos, proteínas e gordura. Não queira comer uma refeição rica em calorias, se você for comer a cada duas ou três horas -- calorias em excesso levarão ao ganho de peso. Essas combinações ajudarão a estabilizar os níveis de glicose e fornecer nutrientes essenciais: iogurte ou requeijão com frutas e castanhas; manteiga de amendoim com pão integral; salada com feijão e queijo ou sopa de feijão com biscoitos integrais. Enfatize a ingestão de verduras, frutas, legumes e grãos integrais; você não precisa restringir carboidratos, apenas escolher aqueles que não afetam rapidamente sua glicemia.

Cafeína e outras dicas nutricionais

A cafeína pode afetar a glicemia. Todo mundo responde à cafeína de modo diferente, mas a maioria das pessoas com hipoglicemia reativa fazem bem eliminando-a completamente, ou restringindo-a para uma quantidade muito pequena. Aumente tanto a ingestão de fibras como de fluidos; a fibra ajuda a estabilizar a glicose e você precisará de mais água para evitar estresse gástrico quando aumentar esse componente na sua dieta. Sempre carregue um lanche com você -- comer ao primeiro sinal de hipoglicemia reativa irá impedir que os sintomas piorem. O único modo de tratar hipoglicemia reativa, uma vez que ela se inicia, é comendo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível