Dieta para estruvita canina

Escrito por g.d. palmer | Traduzido por fellipe jardim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Dieta para estruvita canina
Algumas raças, tal como o bichon frise, são propensas à pedras por estruvita (Bichon image by Olive from Fotolia.com)

Pedras na bexiga por estruvita são um problema desconfortável e potencialmente fatal em cães. Elas ocupam espaço na bexiga, criando uma constante sensação de plenitude. Elas também podem bloquear a uretra, causando intoxicação urêmica e até mesmo insuficiência renal. Os casos graves podem requerer cirurgia ou outros procedimentos invasivos, mas as pedras também podem ser dissolvidas com a dieta correta.

Outras pessoas estão lendo

Acidificação

A dieta para estruvita canina típica, também denominada dieta calculolítica, eleva o nível de ácido na urina. Isto aumenta a possibilidade que pedras na bexiga por estruvita se dissolvam na urina e sejam expelidas como um líquido. Uma dieta deste tipo também pode prevenir a formação de novos cálculos, impedindo que a estruvita se cristalize. De acordo com o Canadian Veterinary Journal, uma dieta calculolítica geralmente leva entre 2 e 14 semanas para dissolver completamente as pedras, dependendo se uma infecção também estiver presente.

Minerais

As dietas calculolíticas utilizadas para o tratamento de pedras na bexiga por estruvita normalmente reduzem os níveis de alguns minerais, tais como fósforo e magnésio, e aumentam os níveis de sódio. O fósforo e magnésio se combinam na urina para formar a estruvita, por isso, é aconselhável evitar altos níveis desses minerais. O sódio incentiva o consumo de água e micção e pode ajudar a dissolver os cristais existentes.

Considerações

A maioria das dietas para estruvita canina trabalha para oferecer menos oportunidade para o crescimento de bactérias, a fim de reduzir a incidência de pedras causadas por infecções. Essas dietas são pobres em proteína, mas tendem a ter um elevado teor de gordura para fornecer as calorias que cada cão necessita. As raças com uma predisposição à pancreatite, insuficiência renal ou sensibilidade à ingestão de gordura devem evitar este tipo de dieta. Uma dieta calculolítica é também frequentemente rica em sódio, o que pode causar problemas para cães com pressão sanguínea elevada.

Advertência

Uma dieta para estruvita canina pode não ser boa para os cães que tomam acidificantes urinários ou para filhotes em crescimento, os quais não podem obter o equilíbrio dietético correto. Fêmeas prenhes ou que estiverem amamentando devem evitar este tipo de alimento, o qual não fornece a nutrição necessária para ajudar a sustentar uma ninhada. Estes animais podem requerer uma abordagem alternativa para o tratamento das pedras na bexiga.

infecção

Em alguns casos, pedras na bexiga por estruvita são o resultado de uma infecção no trato urinário. Elas podem ser tratadas com dieta ou tratamento com antibióticos se um cão não deve usar uma dieta calculolítica. Se uma dieta normal for usada, o veterinário deve ter o cuidado de realizar cultura de urina regular e monitorar seu pH. Se qualquer traço de infecção permanecer, as pedras podem voltar.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível