Saúde

Dieta para intolerância à glicose

Escrito por mario calhoun | Traduzido por aline cortez

A intolerância à glicose, também chamada pré-diabetes, faz com que o açúcar sanguíneo se eleve após a ingestão de doces ou carboidratos. Esse problema ainda não é a diabetes em si, mas o organismo já tem dificuldade em lidar com o açúcar e os carboidratos. De acordo com Jack Challem, autor de "Stop Prediabetes Now", é possível diminuir a probabilidade de a intolerância à glicose se tornar diabetes tipo dois diminuindo o consumo de carboidratos e açúcar refinado. Coma mais alimentos frescos e saudáveis e evite comida processada rica em açúcar e conservantes.

Outras pessoas estão lendo

Evite alimentos processados

Alimentos processados são ricos em gordura saturada, conservantes, gordura trans e açúcar refinado. Esses ingredientes são prejudiciais à saúde, já que contribuem para elevar os níveis de glicose. Segundo Challem, os açúcares mais comuns são a sacarose, o xarope de milho com alta concentração de frutose, os sólidos de xarope de milho, melaço, xarope de ácer, dextrose e adoçantes naturais. Embora o adoçante Splenda seja tido como uma alternativa, ele contém maltodextrina, que atua de maneira similar ao açúcar, elevando os níveis de glicose. Alimentos enlatados ainda podem ser consumidos, mas evite frutas em calda, pois contêm muito açúcar. Evite carboidratos simples, encontrados em doces e guloseimas, pois eles podem elevar o açúcar sanguíneo e aumentar o risco de diabetes tipo dois.

Gordura mono e poliinsaturada

Nem todas as gorduras são iguais, já que a monoinsaturada e a poliinsaturada são consideradas saudáveis pela Associação Americana do Coração e contribuem para diminuir o risco de doença cardíaca e problemas de saúde. Utilize apenas óleo de oliva e de macadâmia. Eles são ricos em ômega 9, que reduz a resistência insulínica. Isso permite que o organismo use a insulina adequadamente e previne o desenvolvimento da diabetes. O ômega 3 é uma gordura saudável encontrada em peixes gordurosos como salmão, sardinha e albacora e ajuda o organismo a manter a insulina. Peixes também fornecem proteínas que estabilizam o açúcar sanguíneo. A gordura poliinsaturada pode ser encontrada em nozes, sementes de girassol e óleos vegetais. Já a monoinsaturada pode ser encontrada em abacates, manteiga de amendoim e óleos vegetais.

Vegetais e carboidratos

Vegetais e carboidratos complexos fornecem vitaminas e fibras que permitem ao organismo estabilizar os níveis de açúcar no sangue. Eles reduzem o colesterol, o que é muito útil para pré-diabéticos, por conta do risco de desenvolver problemas do coração. Vegetais nutritivos como couve-flor, brócolis e vagens contêm muitas fibras e vitamina C. Challem diz que é essencial evitar todos os tipos de batatas e limitar o consumo de milho e ervilha. Carboidratos complexos podem ser encontrados em pães e arroz integrais, feijão e leguminosas. Eles são digeridos mais lentamente e fornecem energia. Recomenda-se ingerir cinco porções de vegetais e seis de carboidratos diariamente.

Mais galerias de fotos

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media