Dieta para refluxo laringofaríngeo

Escrito por jim radenhausen | Traduzido por a. araújo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

A dieta é uma parte integral do controle da acidez estomacal, principalmente quando ocorre na forma do refluxo laringofaríngeo (RLF). Quando ocorre essa condição, seu esfincter esofágico superior se esforça para funcionar adequadamente, e o ácido que deveria ajudar no processo digestivo viaja através do tecido sensível da parte de trás da garganta e laringe e possivelmente em suas vias nasais. Com uma dieta apropriada e evitando alimentos potencialmente nocivos, você deve ser capaz de prevenir a ocorrência do RLF.

Outras pessoas estão lendo

Informações básicas

Ao contrário do que ocorre na doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), a maioria das pessoas que sofre de RLF não tem problemas com azia. Os princípios gerais da dieta, entretanto, são semelhantes: deve-se evitar alimentos ácidos, gordurosos e picantes. Alimentos gordurosos aumentam a secreção de ácido estomacal, diminuem a função esofágica ou a habilidade de seu estômago de esvaziar; alimentos ácidos e picantes podem irritar o revestimento esofágico.

Jante pelo menos duas ou três horas antes de deitar e não lanche depois disso. Se você comer pouco antes de deitar,é possível que problemas de refluxo ocorram, pois o estômago produz grandes quantidades de ácido para ajudar a digerir os alimentos. Quando você deita, o ácido não utilizado geralmente se acumula no esôfago. Tente evitar refeições grandes ou pesadas que aumentam a chance de ocorrer refluxo. Se comer mais refeições menores, seu estômago terá espaço suficiente para fazer uma digestão adequada.

O que comer e o que evitar

Mesmo que sofra de RLF, você pode consumir leite e derivados, desde que sejam itens com 1 ou 2% de gordura, iogurte sem gordura, queijo de cabra ou queijo feto, queijo cremoso sem gordura e nata. Evite achocolatados e leite integral.

Você pode consumir pães e grãos com baixo teor de gordura, mas tente evitar qualquer coisa que tenha alto teor de gordura ou leite integral. Embora comidas gordurosas não devam compor uma grande parte de sua dieta, o consumo de alimentos ricos em carboidratos complexos ajudará a prevenir o RLF. Pães e massas se ligam ao ácido estomacal, resultando em um menor acúmulo deste em seu esôfago.

Na lista de vegetais a serem evitados estão legumes cremosos ou fritos, cebolas cruas e tomates. Vegetais que não trarão impactos negativos incluem batatas cozidas, brócolis, cenouras, feijões verdes e ervilhas. Frutas como maçãs, bananas, bagas, melões, pêssegos e peras são boas escolhas para uma dieta para RLF, mas evite frutas cítricas como toranjas, kiwis, limões, laranjas e abacaxis, bem como os sucos feitos dessas frutas.

Além de sucos cítricos, evite álcool, bebidas carbonatadas como refrigerantes, chás e café (normal e descafeinado). Não tenha medo de afetar o RLF bebendo sucos não-cítricos e água.

Certos temperos podem fazer seu refluxo agir ou enfraquecer o esfincter esofágico inferior, como curry, alho, mostarda, pimenta (principalmente chili) e vinagre. Evite também hortelã e hortelã-pimenta.

Carnes e doces

Não é necessário parar de comer carne e substitutos caso sofra de RLF, mas certifique-se que sua dieta consista de itens como galinha (sem pele), carne moída extra magra, peixe, London broil, peru e outras carnes com baixo teor de gordura. Evite bacon, gordura e pele de galinha, linguiça, frios temperados e outras carnes gordas.

Embora não seja necessário evitar completamente os doces, certifique-se de não consumir chocolate ou sobremesas feitas com grande quantidade de gorduras. Você pode comer batatas cozidas, biscoitos sem gorduras e qualquer item que não contenha gordura ou cuja quantidade de gordura seja menor ou igual a 3 g por porção.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível