Dietas para cães com cálculo renal

Escrito por cate burnette | Traduzido por diego silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

As pedras nos rins em cães se formam quando a urina do animal fica supersaturada com certos minerais. Uma vez que o centro do cristal esteja formado, os minerais vão continuar aderindo a ele e formar uma pedra ( chamada de cálculo renal). Isso pode levar de alguns dias ou várias semanas para acontecer.

Outras pessoas estão lendo

Tipos

A idade e raça do cão afetado, mais a dieta do animal antes do diagnóstico, geralmente determinam que tipo de cristal pode ser achado na urina. O tipo de cálculo mais comum, encontrado em cães, é a estruvita. Sem aparecer em raças específicas, este tipo de cristal é mais comummente encontrado em fêmeas entre idades de 3 a 8 anos que já tiveram infecções no trato urinário. Cristais de oxalato de cálcio ocorrem primariamente em machos ativos com idades entre 5 e 12 anos. Uratos ocorrem com mais frequência em Dálmatas, Buldogues Ingleses, Yorkshire Terriers, Schnauzers miniatura e Shih Tzus. Uma dieta prescrita após o diagnóstico é desenvolvida para aliviar os sintomas da doença, prevenir a formação de mais cristais e, em alguns casos, dissolver os já existentes.

Incompleto

Original não possui texto

Cristais estruvita

Esse tipo é formado em cães com urina alcalina e altas quantidades de fósforo e magnésio no sangue e urina. A dieta prescrita para eles normalmente possuirá uma baixa taxa desses minerais para combater os níveis de concentração na urina que causam a formação das pedras. Um nível muito baixo de proteína e um alto nível de sódio irá aumentar o volume de urina, diluir a sua concentração e aumentar a acidez. Uma urina mais ácida ajuda na dissolução dos cristais de estruvita e pedras.

Já que as estruvitas geralmente aparecem com uma infecção do trato urinário congruente, os donos devem colocar seus cães em uma terapia de antibióticos até que todos os cristais sejam dissolvidos e continuar a usar a comida prescrita durante todo o curso do tratamento. Os veterinários também podem recomendar que o animal se alimente com a dieta dada por pelo menos mais seis meses para prevenir o retorno dos cristais. Esse tipo de alimento em particular é contraindicado para cães com problemas nos rins ou fígados, insuficiência cardíaca, hipertensão e pancreatite.

Cristais de oxalato de cálcio

Cães com esse tipo de cristal geralmente ingerem comida com muita proteína e cálcio. Eles, geralmente, também, demonstram a presença de uma anormalidade de uma proteína urinária que normalmente impede a formação desses cristais. Já que o oxalato de cálcio não pode ser dissolvido com a comida prescrita e antibióticos, a remoção cirúrgica é a única opção.

Os veterinários geralmente recomendam um mudança completa na dieta e terapia de antibióticos após a intervenção cirúrgica. A dieta contêm baixíssimos níveis de cálcio, proteína, ácidos nucleicos e promove a formação de uma urina com pH alcalino. A alta concentração de conteúdo alcalino aumenta a solubilidade dos cristais de oxalato, minimizando a formação. Essa dieta também possui pouco sódio e tem a adição de taurina e L-carnitina, dois aminoácidos dietéticos essenciais.

Cristais de urato

Esse tipo de cristal pode ocorrer em cães que secretam ácido úrico em excesso de seus rins. Quando este ácido não metaboliza completamente com um amino ácido em particular, chamado de purina, achado nas células de todos os mamíferos, os cristais começas a se formar. O tratamento contra os uratos utilizam o mesmo tipo de dieta (comida com pouco cálcio, proteína e sódio) usada para os cães que sofram de oxalatos de cálcio, com uma grande diferença. Os cristais são dissolvidos e serão removidos pela dieta.

Cães com este tipo de cristal também precisam de tratamento de antibióticos com a adição de um suplemento de bicarbonato de sódio ou citrato de potássio para alcalinizar a urina. Normalmente também é prescrito um medicamento chamado de Alopurinol para diminuir a produção de ácido úrico.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível