Diferença entre carta de crédito e carta de crédito em espera

Escrito por henry randolph | Traduzido por ricardo guardati
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Diferença entre carta de crédito e carta de crédito em espera
Agora somente precisamos de sua carta de crédito (handshake image by Vasiliy Koval from Fotolia.com)

Cartas de crédito bancário (CCBs) têm sido utilizadas no comércio desde os tempos medievais. São dois tipos básicos, comercial (também chamado de documentária) e em espera. Cada uma tem um propósito diferente, mas ambas foram criadas para, em uma transação comercial, garantir às partes que as obrigações contratuais serão honradas. As CCs são regidas por um conjunto internacional de normas, as Uniform Customs and Practice (UCP) - Costumes e Práticas Unifomes - em português.

Outras pessoas estão lendo

Propósito básico das CC

As cartas de crédito bancário são o mecanismo preferido para financiamentos e pagamentos de transações comerciais internacionais. Emitida no nome do importador, a carta de crédito garante ao fornecedor estrangeiro que ele será pago pelos produtos encomendados assim que os termos e condições da carta forem cumpridos. Uma vez que todos os pormenores sejam resolvidos e os documentos de exportação estejam em conformidade, o exportador recebe o seu dinheiro e a operação é concluída.

Propósito básico da carta de crédito em stand-by

As cartas de crédito em stand-by não são desenhadas para pequenas transações. Os bancos as emitem para atestar a capacidade de um cliente e sua qualidade de crédito para uma terceira parte contratual. Elas podem servir de garantia de obrigações pecuniárias, garantir a restituição de pagamento antecipado, atestar capacidades financeiras e garantir a conclusão de um contrato de venda. Elas ficam em vigência até o vencimento. Normalmente, as partes envolvidas não esperam que a carta de crédito em stand-by seja utilizada.

Nomenclatura

A maioria das cartas de crédito comerciais é emitida como "irrevogável", o que significa que essas cartas não podem ser alteradas ou canceladas, a menos que o comprador e o vendedor concordem. As cartas de crédito comerciais também podem ser "confirmadas" pelo banco do exportador. Nesse caso, ao invés de apenas "avisar" que recebeu uma CC, o banco acrescenta sua própria garantia de pagamento além da do banco emissor para proteção extra.

A nomenclatura das CCs em stand-by é menos precisa. São descritas de acordo com seu uso pretendido, por exemplo; a CC garantirá uma operação de "conta aberta" ou a facilidade de crédito do cliente com outro banco. Tipos especiais de garantias emitidas na forma de CCS stand-by são: garantias de oferta, pagamento antecipado e garantia de desempenho e obrigações. As CCs em Stand-by são emitidas apenas como instrumentos irrevogáveis​​.

Diferenças nos processos

As CCs comerciais podem envolver uma dezena de processos menores, cada um sendo altamente suscetível a atrasos e erros - as exigências de documentação são rigorosas e, muitas vezes, complexas. Completar uma CC em stand-by é relativamente simples. Uma vez que o banco esteja satisfeito com a capacidade de execução do cliente, ele emite um documento de uma página que simplesmente atesta quando e como o beneficiário pode recorrer à carta. Muitas vezes, apenas um simples pedido é suficiente para retirar os fundos. Os requisitos de documentação são mínimos.

Governança

As cartas de crédito comercial são governadas pelo UCP 600 e emitidas pela Câmara de Comércio Internacional (CCI), revisada pela última vez em 2007.

Cartas de crédito em stand-by internacionais também estão sujeitas a UCP 600; cartas domésticas e alguns tipos especiais de garantias (tais como garantias de ofertas, pagamento antecipado e garantia de desempenho e obrigações), estão sujeitas ao Código Comercial Uniforme e às leis do país de emissão.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível