Diferença entre contos e poemas

Escrito por ollie wright | Traduzido por leo ferrario
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Diferença entre contos e poemas
Literatura (Comstock/Comstock/Getty Images)

Alguns dos grandes escritores mundiais são definidos como poetas, e o uso que fazem da linguagem é diferente dos que se destacaram como contistas. Em um conto, o autor emprega o mesmo tipo de linguagem que qualquer pessoa do seu tempo e da sua cultura utilizaria para contar uma história, enquanto um poeta estrutura seu texto de maneira diferente, usando técnicas como o ritmo (ou métrica) e a rima.

Outras pessoas estão lendo

Contos

Um conto é normalmente escrito em prosa ficcional. Esse tipo de texto pode ser definido como qualquer narrativa que não se baseia em fatos. A linguagem em prosa é escrita linearmente, como a que você usa quando escreve um e-mail a um amigo. A palavra "prosaico" pode se referir ao ordinário ou comum, mas isso não significa que a linguagem em prosa deve ser tediosa, como podem provar os grandes contos escritos ao longo do tempo. Como o nome sugere, um conto é consideravelmente mais curto e menos intrincado que um romance de tamanho padrão e pode, por exemplo, contar o aparecimento e a resolução de uma situação específica, ao invés de explorar detalhadamente os personagens -- artifício comum nos romances.

Diferença entre contos e poemas
Personagem de "A Pata do Macaco", conto de W.W. Jacobs, escritor inglês (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Poemas

A palavra "poesia" vem do grego antigo, do verbo "criar". Enquanto o conto é normalmente escrito em frases acessíveis ao leitor, o poema é composto de versos, que podem não seguir as normas gramaticais com que estamos acostumados. Além disso, ao invés de se dividir em parágrafos, o poema se organiza por estrofes. Disposto no papel, um poema não se assemelha à estrutura utilizada no romance ou no conto. Ademais, na poesia não se escolhem as palavras apenas considerando seu sentido prosaico ou funcional, mas também pelo seu som ou sentimento.

Diferença entre contos e poemas
O poeta inglês Percy Bysshe Shelley (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Exemplo de um início de conto

"Em dias antigos, Hortons Bay era uma cidade madeireira. Ninguém que lá vivesse deixava de escutar os grandes serrotes no moinho perto do lago. Então chegou o ano em que não havia mais madeira para serrar."

"O Fim de Algo", de Ernest Hemingway, escritor norte-americano.

Diferença entre contos e poemas
Hemingway (1899-1961) foi um escritor norte-americano (Andy Sotiriou/Photodisc/Getty Images)

Exemplo de um início de poema

"Abril é o mais cruel dos meses, germina Lilases da terra morta, mistura Memória e desejo, aviva Agônicas raízes com a chuva da primavera. O inverno nos agasalhava, envolvendo A terra em neve deslembrada, nutrindo Com secos tubérculos o que ainda restava de vida."

"A Terra Desolada", de T.S. Eliot, poeta norte-americano (tradução de Ivan Junqueira).

Diferença entre contos e poemas
T.S. Eliot (1888-1965) foi um poeta norte-americano. (Comstock/Comstock/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível