on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

Diferença entre dados contínuos e discretos

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

Os dados contínuos e discretos são representações de informação muito usadas em investigação científica. Enquanto o respectivo uso de qualquer tipo de dados geralmente é dependente da natureza da informação a ser transmitida, existem alguns casos em que os dados contínuos podem ser decompostos em dados discretos. De forma simples, dado contínuo é a representação da informação que tem valor sobre todo o domínio, enquanto que o discreto só tem valor em certos pontos. Um exemplo bastante usado é a diferença entre fontes de dados digitais e analógicos.

Entenda a diferença entre dados contínuos e discretos (NA/AbleStock.com/Getty Images)

Fonte de dados

Em muitos casos, a fonte de dados determina se a informação será representada de maneira contínua ou discreta. Por exemplo, informação digital, como arquivos armazenados em um disco, é representada por uma série de 1's e 0's. Essa informação não tem valor entre esses pontos e, assim, deve ser representada por um tipo de dado discreto. O dado contínuo, como a onda senoidal gerada por um osciloscópio, possui valor em todos os pontos do domínio, dependendo do ponto em que está sendo examinado.

Loading...

Visualização dos dados

O dado contínuo é refletido em um gráfico onde todos os pontos possuem valores significativos. Um exemplo disso seria a onda senoidal trigonométrica. O dado discreto, por sua vez, é representado por alguns pontos, geralmente, acima dos números inteiros, em um gráfico. Embora algumas vezes haja linhas conectando esses pontos, elas não representam valores naqueles pontos ao longo do domínio, servindo apenas como tendências ou linhas de média entre as alterações de valores do domínio.

Utilidades

As funções contínuas, equações que representam dados contínuos, são as ferramentas primárias da matemática. Essas funções permitem determinar a tonicidade, bem como outras informações importantes, como inclinação e valor inerente. As funções discretas, geralmente, encontradas na forma de séries infinitas, são muito usadas como aproximações quando uma função contínua não pode ser adequadamente identificada. Elas também permitem analisar e obter informações significativas de fontes de dados não contínuos, como a temperatura média diária.

Operações

As funções contínuas são usadas em alto nível de manipulação em matemática. Por exemplo, um dos pré-requisitos das operações de integração e derivação é que a função seja contínua. Os dados contínuos também são facilmente obtidos em fenômenos naturais. Por exemplo, muito poucas ocorrências naturais, tais como mudança de temperatura, de tempo e de som, ocorrem de uma forma discreta. Os dados discretos dizem muitas vezes como os fenômenos são gravados e permitem aproximações, como através das séries de Taylor e Maclaurin, para os dados contínuos. Um bom exemplo disso é a aproximação da função seno. As calculadoras usam a série de Maclaurin para aproximar uma resposta válida para essa função, pois os dispositivos digitais são incapazes de processar dados contínuos.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...