×
Loading ...

A diferença entre a literatura adolescente e a literatura adulta

Atualizado em 17 abril, 2017

A classificação da literatura juvenil começou por volta de 1968. Até então, ela tinha personagens adolescentes era escrita para adultos, ao invés de escrita especificamente para adolescentes. Estes leem a literatura adulta se forem capazes, mas mais frequentemente leem aquela que é voltada para eles. Existem diferenças marcantes entre os dois tipos de literatura. (Referência 1)

Saber a diferença entre as formas de literatura ajuda a fazer melhores escolhas literárias (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Personagens principais

A literatura adolescente é produzida e comercializada especificamente para esse público. Em geral, contém um número limitado de personagens adolescentes, a fim de tornar a leitura do material mais facilitada. Considerando a possibilidade da existência de personagens adultos envolvidos, eles geralmente são figuras de fundo ao invés de personagens principais de uma obra literária. Às vezes, a literatura adulta pode conter protagonistas adolescentes, como é visto em clássicos como "As Aventuras de Huckleberry Finn", de Mark Twain, ou "Mulherzinhas", de Louisa May Alcott, mas esses foram escritos originalmente para um público adulto. A ficção adulta popular, de Danielle Steele ou Stephen King, por exemplo, tem personagens adultos e é comercializada para um público adulto.

Loading...

Temas

A literatura adolescente lida com os problemas da adolescência. Esses incluem preocupações reais, como o amadurecimento, os problemas familiares, o bullying, o suicídio, a anorexia, as drogas e as bebidas, por exemplo. Os relacionamentos abusivos são um possível tema. Estes não pretendem ser apropriados para adultos. "The Watsons go to Birmingham — 1963", de Christopher Curtis, descreve uma visita familiar à avó em Birmingham, Alabama, e fala sobre o preconceito racial que os adolescentes sofreram. Além disso, "Tears of a Tiger", de Sharon Draper, trata de um jovem que depois de beber e dirigir, mata seu melhor amigo. Outro exemplo é "The Outsiders", de S.E. Hinton, que detalha uma luta entre grupos de adolescentes rivais. Comparativamente, a literatura adulta tende a lidar com o romance, como é possível encontrar, por exemplo, nos romances de Danielle Steele. Os livros de John Grisham enfatizam os casos legais na sociedade, como visto em "The Confession". Essa história gira em torno de um adulto que, por causa da coerção policial, dá uma falsa confissão e passa por uma série de procedimentos para tentar proclamar sua inocência.

Linguagem

As diferenças entre as duas formas de literatura são evidentes na utilização da linguagem. A literatura adolescente pode utilizar gírias que são usadas em seus círculos sociais. A literatura adulta pode ser mais gráfica na terminologia ou situações sexuais. O vocabulário utilizado nas obras para adultos é mais sofisticado do que o utilizado para os adolescentes.

Ensinando

Muitos livros adolescentes são projetados para ensinar uma lição ou promover o bom comportamento. Por exemplo, "The Bitter End", de Jennifer Brown, mostra que a violência no namoro ou a linguagem abusiva utilizada nos relacionamentos são problemas reais. Esse tipo de literatura pode ser terapêutica e ajudar um adolescente na melhoria das relações familiares e com seus semelhantes, bem como a lidar com outras questões graves, como o bullying. Ao se identificar com o protagonista, um jovem pode ter uma visão sobre um problema e considerar as várias soluções apresentadas na obra literária. Os problemas enfrentados pelos adolescentes e adultos não são semelhantes, e cada categoria literária aborda o que é apropriado para o seu público. Muitas obras adultas são projetadas para o prazer de ler ao invés de fins de ensino.

Poesia

A poesia adolescente é geralmente simples e direta, sem metáforas difíceis de interpretar. As narrativas são comuns. Por outro lado, vejamos Robert Frost, em "The Road Not Taken", um poema adulto. Aqui as estradas não são áreas pavimentadas que um adolescente levaria para ir de casa para a escola, por exemplo. Ao invés disso, a estrada é uma metáfora para o caminho da vida. Quando o protagonista chega à sua bifurcação, ele é simbolicamente confrontado com as decisões e escolhas encontradas na vida. (Referência 4)

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...