Mais
×

A diferença entre motores com e sem escovas

Atualizado em 17 abril, 2017

Os motores de corrente elétrica contínua atuais diferem na forma como a corrente é transferida para o comutador ou eletroímãs que fazem com que o rotor continue a rodar. Essencialmente, em um motor escovado a corrente é transferida mecanicamente através de escovas metálicas, enquanto que em um motor sem escovas, o rotor é ligado eletronicamente, sem a necessidade de contatos físicos.

Ambos os motores, escovados e sem escovas, funcionam com corrente contínua (electricity image by jeancliclac from Fotolia.com)

Como funciona um motor escovado DC

Motores elétricos de corrente contínua funcionam através da criação de campos magnéticos, cuja atração e repulsão mantêm o giro do rotor central. Num motor escovado, ímãs fixos são colocadas em ambos os lados de um eletroímã rotatório, um orientado para o pólo positivo e o outro para o negativo. O eletroímã é formado por uma série de bobinas (normalmente três, colocadas em pontos equidistantes em torno do rotor), chamado comutador. Quando a eletricidade passa, essas bobinas geram o seu próprio campo magnético que é repelido e atraído pelo campo magnético gerado pelos ímãs fixos. A corrente é transferida para as bobinas do comutador por escovas metálicas que rodam juntamente com o rotor. Quando o motor é ligado, a corrente passa para os eletroímãs cujos campos magnéticos são repelidos por um ímã fixo e atraído pelo outro, fazendo com que o rotor gire. Com esse giro, as escovas metálicas entram e saem em contato com cada bobina em série, assim a oposição e a atração entre os campos magnéticos resultantes e os campos dos ímãs estáticos mantêm o giro do eletroímã.

Como um motor DC sem escovas trabalha

Em um motor de corrente contínua sem escovas, as posições dos ímãs fixos e das bobinas eletromagnetizadas são invertidas. Os ímãs fixos são agora colocados sobre o rotor e as bobinas são colocadas em torno do invólucro. O motor funciona através da corrente que é passada através de cada bobina em série, de modo a repelir e atrair os campos dos ímãs fixos e manter o rotor anexado a ele em sua volta. Para um motor desse tipo funcionar, as bobinas do comutador devem ser mantidas sincronizadas com os ímãs fixos para que os campos estejam continuamente em oposição e o rotor seja mantido em rotação. Isso requer um controlador eletrônico ou um microprocessador para coordenar a aplicação da corrente para cada bobina eletromagnética.

Vantagens dos motores sem escovas

A principal vantagem dos motores sem escovas é que a transferência da corrente para o comutador não é mecânica. Como os motores escovados dependem do contato físico das escovas de metal com as bobinas do comutador, estão sujeitos a uma perda de eficiência devido ao atrito com os contatos e também há um desgaste de todas as peças mecânicas nas escovas e nas conexões depois de longos períodos de utilização, devido ao atrito. Como motores sem escovas esquentam menos (devido à falta de atrito) podem trabalhar em velocidades maiores (pois o aquecimento interfere nos campos magnéticos).

Vantagens dos motores DC com escovas

A principal vantagem dos motores DC com escovas é que são mais baratos e mais simples de construir e manter do que os motores sem escovas, pois o mecanismo é menos complicado.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article