A diferença entre placas divergentes e convergentes

Escrito por robert agar | Traduzido por pamela oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A diferença entre placas divergentes e convergentes
O Japão foi formado por placas convergentes oceânicas (Comstock/Comstock/Getty Images)

O estudo da tectônica de placas engloba três tipos de fronteiras entre elas que se movem na superfície da Terra gerando sua estrutura geológica: divergentes, convergentes e transformantes. Placas divergentes são aquelas que estão se afastando uma da outra, enquanto convergentes estão se aproximando. Placas transformantes estão se movendo horizontalmente em direções contrárias. Essas placas e suas fronteiras apresentam diferentes características que contribuem para moldar a forma do planeta.

Outras pessoas estão lendo

Placas divergentes -- Oceânicas

A fronteira entre placas divergentes abaixo do oceano produz uma crista médio oceânica. Isso ocorre devido às correntes de convecção movendo a litosfera que faz com que as placas se afastem e produzam uma fenda. O magma do manto, localizado abaixo da litosfera, flui da fissura e se solidifica. As características dessas fronteiras são: dorsais oceânicas -- como a dorsal Atlântica; erupções vulcânicas que criam um novo fundo do mar; e o alargamento das bacias oceânicas.

Placas convergentes -- Oceânicas

A subducção ocorre quando as placas se movem abaixo do oceano, com uma placa se movendo para debaixo da outra. Quando uma placa vai afundando ela derrete. O magma resultante força seu caminho para cima através das rochas e forma um cone vulcânico quando chega à superfície. Esses cones começam no fundo do oceano; com o tempo, chegam a ultrapassar o nível do mar formando cadeias de ilhas como o Japão e as ilhas Aleutas. As falhas oceânicas se formam ao longo das fronteiras das placas.

Placas divergentes -- Continentais

As placas continentais apresentam um comportamento diferente quando se localizam acima da fronteira divergente. A lateral da placa se inclina e se quebra devido ao peso, causando uma fratura que produz uma estrutura em forma de abismo. As fraturas se desenvolvem nos dois lados da falha enquanto as placas se afastam. A parte central escorrega e causa terremotos. Fontes de água e rios fluem para a cratera formando lagos; se a falha se torna profunda o suficiente, águas oceânicas podem adentrá-la criando um mar. O mar Vermelho é um exemplo de falha que se tornou mar. Nos primeiro estágios de seu desenvolvimento, a falha leste africana tinha vários lagos e estava acima do nível do mar.

A diferença entre placas divergentes e convergentes
O mar Vermelho foi formado por placas divergentes (Creatas Images/Creatas/Getty Images)

Placas convergentes -- Continentais

Fronteiras convergentes entre placas continentais submetem as duas placas a poderosas colisões, pois nenhuma delas sofre subducção por serem menos densas do que o manto. A compressão das rochas nas laterais das placas é intensa e gera dobramentos e várias falhas. Frequentemente são formadas novas cadeias montanhosas. Os montes Apalaches são um exemplo de dobramentos antigos. A colisão que está ocorrendo atualmente entre as placas indiana e eurasiana está formando a cordilheira do Himalaia.

A diferença entre placas divergentes e convergentes
As montanhas do Himalaia estão sendo formadas por placas convergentes continentais (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Placas convergentes -- Continetais e oceânicas

Colisões entre placas continentais e oceânicas resultam na subducção da placa mais densa e fina, que vai derretendo-se e formando magma. Uma zona de atividade sísmica se forma e é comum aparecem falhas oceânicas próximas ao continente. Erupções vulcânicas no continente a alguns quilômetros da costa são notáveis. Exemplos desse tipo de fronteira incluem a cordilheira dos Andes na América do Sul e as montanhas Rochosas na do Norte.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível