Diferença entre pneumonia e bronquite

Escrito por casey kanen | Traduzido por ana rodrigues
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Diferença entre pneumonia e bronquite
Acompanhe os sintomas para identificar qual é a sua doença (Creatas Images/Creatas/Getty Images)

A pneumonia e a bronquite apresentam sintomas semelhantes, como tosse, chiado e altos níveis de produção de muco. Uma diferença discernível entre as duas pode, portanto, ser difícil de detectar. No entanto, é imperativo obter um diagnóstico correto, uma vez que a pneumonia pode, às vezes, ser fatal se for ignorada ou deixada sem tratamento.

Outras pessoas estão lendo

Bronquite

A bronquite é uma inflamação dos brônquios (vias aéreas dos pulmões). Normalmente é causada por uma infecção bacteriana ou viral em suas paredes internas. Agentes externos, como fumo passivo, poluentes, alérgenos e tabaco também podem ser causas do problema. Ela vem em duas formas: aguda e crônica. A forma aguda dura apenas alguns dias ou semanas e normalmente é curável por meio de antibióticos básicos ou simplesmente pelo sistema imunológico do corpo. A forma crônica é mais grave, já que dura vários meses e pode ocorrer novamente várias vezes dentro de dois anos.

Pneumonia

A pneumonia é uma infecção de um ou ambos os pulmões. Ela é causada por vírus, bactérias ou fungos e é contraída quando um indivíduo inala um ou mais desses agentes. É muitas vezes detectável ​​pelo som do barulho intenso ou estalos no tórax durante a respiração. Ela ocorre frequentemente em pessoas com idade superior a 65 anos ou em pessoas com sistema imunológico fraco ou suscetível.

Diferenças

Ao contrário da bronquite, a pneumonia é frequentemente associada a calafrios, bater de dentes e febres superiores a 40 graus. Se alguém tem pneumonia, também pode tossir sangue, além de muco. A bronquite, normalmente, não necessita de hospitalização, pois os sintomas passam com o tempo ou são vencidos através de antibióticos. A pneumonia, por outro lado, muitas vezes, necessita de hospitalização, já que as infecções respiratórias começam a interferir na respiração. Essas infecções também podem entrar na corrente sanguínea e se espalhar para outros órgãos.

Essa condição mais frequentemente resulta em complicações pulmonares extremas. Abcessos pulmonares e derrame pleural são dois deles. Os abcessos são cavidades cheias de pus que se formam nos lobos infectados dos pulmões. O derrame pleural ocorre quando o fluido interno constrói uma parede entre os pulmões e a parede torácica, o que interfere com a respiração.

Tratamento

Como mencionado anteriormente, o tratamento para bronquite é simples e direto. Fale com um médico para determinar a sua causa exata e tomar antibióticos prescritos, se necessário. Evite poluentes do ar e permita que seu corpo descanse tanto quanto possível. No caso da pneumonia, antibióticos ou medicamentos antivirais podem ser prescritos, dependendo da causa. Se os sintomas piorarem, hospitalização, antibióticos intravenosos e um aparelho respiratório pode ser necessário para auxiliar a respiração. A hospitalização geralmente dura cerca de três a quatro dias, dependendo da gravidade dos sintomas da doença.

Precauções

Tanto a bronquite quanto a pneumonia induzem o organismo a expelir um muco amarelo, verde ou cinza (conhecido como escarro) através da tosse. No entanto, consulte um médico imediatamente se você está tendo dificuldade para respirar acompanhada por uma febre alta e calafrios ou se começar a vomitar o muco. Estes são os primeiros sinais de pneumonia e devem ser tratados para evitar a insuficiência respiratória. Tente evitar agentes aéreos que agravam os sintomas (como o fumo) e não mastigue tabaco ou beba álcool, se você estiver enfrentando dificuldade para respirar.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível