A diferença entre o timburi e as ripas de madeira

Escrito por mark morris | Traduzido por leonardo de azevedo prado
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A diferença entre o timburi e as ripas de madeira
A ripa de madeira é o produto final gerado pelo processamento do timburi (Tom Brakefield/Stockbyte/Getty Images)

O timburi é a matéria prima com a qual é feita a ripa de madeira. No processo de se cortar uma árvore em crescimento e transformá-la em pedaços de (2-por-4) 38 x 89 mm, ou outras medidas, o timburi é uma fase intermediária. Em alguns casos, cortes de timburi não processados são utilizados em construções. A diferença principal está relacionada à sua textura e ao seu tamanho.

Outras pessoas estão lendo

O timburi

Do plantio e crescimento ao corte em toras, a madeira é conhecida como timburi. Essas toras de timburi são cortadas com grandes serras, que utilizam grandes lâminas circulares e, em alguns casos, são utilizadas as do tipo tico-tico para ajustar as pontas das toras e depois refiná-las. Esses pedaços serão depois cortados em espessura padrão e secas em fornalhas para evitar que se entortem, inchem ou diminuam de tamanho.

Dando nome aos tamanhos

Dar nome à madeira é o próximo passo e isso é feito de acordo com as dimensões de largura e espessura, como 2-por-4 (38 x 89 mm) e 1-por-4 (19 x 89 mm). Quando a madeira é transformada em ripa, esses tamanhos não são exatamente como etiquetados. Na verdade, as ripas denominadas 2-por-algo têm apenas 38 mm de espessura, enquanto as ripas de 1-por-algo têm apenas 19 mm — uma ripa de madeira tem sempre alguns milímetros a menos do que o exibido na etiqueta, e essa discrepância se dá em função da quantidade de madeira que se perde durante o processo de planejamento quando o timburi é transformado em ripa.

A ripa de madeira

No caso do timburi que foi seco em fornalha, a tora é cortada utilizando grandes planadores de superfícies, removendo até 6,5 mm de madeira para que uma superfície lisa e uniforme seja obtida — essa é a ripa de madeira. A partir daí, as ripas são avaliadas e ranqueadas para serem vendidas como madeiras projetadas em madeireiras e centros de obras domésticas, com a finalidade de construção e remodelagem.

Estacas e vigas

As estacas e as vigas são duas das mais comuns utilizações do timburi enquanto matéria prima. A textura da superfície é um pouco ríspida com aparência "peluda". Os cantos costumam ser arredondados, já que é no processo de planejamento que os cantos concisos são criados e marcas de serra são visíveis ao longo da madeira — essa espessura adicional é adicionada à sua integridade estrutural. Esse tipo de madeira não costuma ser utilizado quando um bom acabamento é necessário.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível