Mais
×

Diferenças entre alisantes à base de hidróxido de sódio e relaxantes à base de guanidina

Relaxantes são um método de alisamento escolhido por muitas mulheres com cabelos encaracolados, muito enrolados ou crespos. Esses tratamentos químicos funcionam introduzindo-se no córtex, ou camada interna, do fio do cabelo e transformando a sua estrutura, resultando no alisamento dos fios. Ao escolher um relaxante, considere fatores como a quantidade de tempo que leva para alisar o cabelo, bem como a composição química do relaxante. Os dois tipos básicos de relaxante são os produtos à base de hidróxido de sódio e os à base de guanidina.

Relaxantes podem esticar os cachos e deixar os cabelos mais longos e sedosos (long hair image by Bettina Baumgartner from Fotolia.com)

Identificação

A principal diferença entre os produtos à base de hidróxido de sódio e os à base de guanidina resume-se a seus ingredientes ativos. Os alisantes à base de hidróxido de sódio são os mais fortes. Aqueles à base de hidróxido de guanidina possuem uma poderosa combinação de hidróxido de sódio e solução de guanidina, que ativa a mistura. Muitos relaxantes à base de sódio e guanidina também contêm ingredientes condicionadores, como azeite de oliva e manteiga de karité, que ajudam a suavizar o cabelo.

Significância

Ambos os relaxantes usam produtos químicos cáusticos para alisar o cabelo, mas os à base de guanidina são menos suscetíveis a irritar o couro cabeludo, segundo o MedicineNet.com. Mesmo assim, independentemente de qual tipo de relaxante escolher, fatores como a sensibilidade de couro cabeludo e a força dos produtos químicos ainda podem causar queimaduras químicas, quebra do cabelo e queda. "Qualquer relaxante pode queimar seu couro cabeludo, se você usá-lo da maneira errada", o FDA adverte.

Vantagens

Relaxantes à base de hidróxido de sódio tendem a ser a opção mais conveniente e prática de alisamento entre os dois. Eles não têm que ser misturados e são embalados em recipientes maiores, permitindo várias aplicações. Um cabeleireiro profissional pode rápida e facilmente aplicar esses alisadores químicos, eliminando quaisquer conjecturas. Devido à formulação forte dos relaxantes de hidróxido de sódio, que têm um fator de pH variando de 10 a 14, esses tratamentos químicos trabalham mais rapidamente para quebrar as ligações do cabelo e alisá-lo. Especificamente, relaxantes à base de hidróxido de sódio são pensados para serem mais eficazes ao alisar o cabelo como um todo. Os relaxantes à base de guanidina, por outro lado, são a escolha mais econômica e acessível. A maioria dos kits custa de R$ 12 a R$ 20 e estão disponíveis nos supermercados e drogarias. Como eles tendem a causar menos irritação do couro cabeludo, são considerados uma escolha mais adequada para mulheres com couro cabeludo sensível.

Desvantagens

Relaxantes à base de hidróxido de sódio são frequentemente mais irritantes e prejudiciais para o cabelo e o couro cabeludo. Como esses produtos estão normalmente disponíveis para uso somente por cosmetologistas licenciados, você vai pagar mais pela aplicação profissional, que se inicia geralmente em um preço de R$ 80. Relaxantes à base de guanidina vêm embalados com instruções, mas deixam muita margem para erro quando aplicados em casa. Devido à sua formulação mais suave, esses alisantes químicos devem ficar no cabelo mais tempo para o processamento, o que pode resultar em cabelos secos, muitas vezes devido a depósitos minerais deixados no cabelo. Esses relaxantes, a maioria dos quais tem que ser misturados, não têm uma vida útil longa uma vez preparados; para melhores resultados, deve-se usá-los logo após a mistura.

Considerações

Se usar alisantes tanto à base de hidróxido quanto os de guanidina, tome cuidado protegendo seu cabelo e o couro cabeludo. Aplique um creme semelhante a vaselina no couro cabeludo antes de usá-los. Algumas mulheres que usam kits em casa, assim como estilistas profissionais, preferem usar esse creme como uma camada protetora, independentemente do tipo de relaxante a ser usado. Nenhum tipo de relaxante deve ser aplicado ao cabelo danificado ou ao couro cabeludo irritado, uma vez que isso pode levar a outras feridas e queimaduras químicas. Como esses tratamentos químicos podem deixar o cabelo mais seco e frágil, faça um tratamento periódico com cremes de tratamento e condicionadores.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article