Estilo

Diferenças entre a biqueira de aço e de compósito

Escrito por jennifer leigh | Traduzido por barbara sofia silva
Diferenças entre a biqueira de aço e de compósito

As botas de trabalho protegem os dedos de serem machucados durante o serviço

work boot detail image by robert lerich from Fotolia.com

Os sapatos reforçados ajudam a proteger contra o perigo de comprimir e machucar os dedos quando um objeto cai ou rola sobre o pé. Em 1995 a OSHA criou padrões para garantir o uso desses sapatos em certas indústrias, e que estão detalhadas na normas ANSI Z41 de critérios de desempenho para calçados. As empresas que utilizam botas no trabalho incluem as áreas elétricas, mecânicas, construção civil, enfardadoras, embaladoras, escavadoras, estivadoras, jardinagem, soldadoras, operárias e de instalação de drywall.

Biqueira de aço

As botas e sapatos de biqueira de aço estão no mercado há mais tempo que os de biqueira de compósito, e ainda são normalmente escolhidos pela segurança que fornecem e por serem mais baratos. As botas com biqueira desse material que cumprem ou excedem as normas OSHA são reforçados na porção dos dedos. A quantidade de compressão a que podem resistir varia conforme a empresa fabricante do calçado, dos padrões industriais e da demanda dos compradores.

Biqueira de compósito

Os sapatos e botas com biqueira de compósito são fabricados usando produtos leves e por isso são mais confortáveis para o usuário do que os de ponta de metal. Elas também cumprem requerimentos mínimos para a OSHA, mas podem ser 30% mais leves que as botas de biqueira de aço. Também afirma-se que elas mantem o calor de forma mais segura dentro do sapato nos meses de inverno, quando o clima é mais frio. As botas dos dois materiais são muito similares em outros aspectos, exceto que as de compósito podem, em média, ser mais caras.

Outras considerações

Tanto as botas e os sapatos de aço quanto os de compósito são fabricados de forma a ter mais funções que manter os dedos seguros de compressão. Os calçados de biqueira de metal podem ser feitos com uma cobertura adicional que passa por cima dos dedos para proteger os ossos do pé. Os sapatos condutores e dissipadores de eletricidade estática auxiliam contra esse tipo de energia junto com a proteção dos dedos. Os com resistência a perigos elétricos ajudam a salvaguardar contra fios desencapados e circuitos abertos, enquanto que os resistentes a deslizamentos ou perfuração também protegem contra superfícies escorregadias e do perigo de punções por pregos ou outros objetos cortantes.

Mais galerias de fotos

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media